Josi Sardá Cerimonialista

Ainda que se preocupem com os elementos que darão forma à sua decoração de casamento ou que "quebrem a cabeça" para escolher o tipo de lembrancinha de casamento que irão oferecer aos amigos e à família, sabem que existem quesitos que devem se preocupar que vão além do visual. Claro que querem ter um lindo bolo de casamento exposto, mas também querem que a cerimônia seja significativa e com os momentos que sempre imaginaram.

E se escolheram contratar um celebrante para esse momento no altar, devem antes de escolherem o profissional, marcar um entrevistar para tirarem todas as dúvidas. Se possui dificuldade em organizar aquilo que deve considerar na hora da escolha, veja as perguntas que não pode esquecer de fazer.

Rogerio do Carmo

1. Faz cerimônia com cunho religiosos?

A primeira pergunta que devem fazer é sobre a religião que este celebrante segue para as cerimônias que realiza. Isso porque pode não ser compatível com aquela que gostariam, e isso muda tudo. Diferente dos padres e pastores, o celebrante pode seguir quaisquer das religiões existentes, e claro que vocês desejam trocar as frases curtas de amor em uma cerimônia onde encontrarão características que representem os dois, ou mesmo com elementos de suas crenças.

2. Pode realizar cerimônia ecumênica?

Muitas vezes os noivos buscam esse profissional porque um possui uma religião e o outro uma crença diferente. E se é assim no caso de vocês, devem saber se este celebrante pode realizar a cerimônia de uma maneira ecumênica, respeitando as duas religiões e até incluindo ritos ou leituras específicas de cada uma. Assim, além de terem um modelo de lembrancinha de casamento personalizado, também podem personalizar a cerimônia para que represente vocês do início ao fim.

Jader Morais Fotografia

3. O que acredita sobre a instituição do matrimônio?

Este não será apenas mais um profissional que não se envolve com o significado do dia. Pode ser que aquele que prepara os arranjos de flores para casamento não tenha a mesma opinião que vocês sobre o matrimônio, mas isso não terá problema, já que não irá influenciar no resultado final da decoração para festa de casamento. Mas uma pessoa que realiza a cerimônia sim! Porque interfere no tipo de sensibilidade e discurso que ele escolherá, nas palavras usadas para definir o papel como marido e mulher etc. Tenham a certeza de que as ideia deste profissional a respeito do casamento estão de acordo com o que acreditam.

4. Há possibilidade de músicas durante a cerimônia?

Muitos celebrantes já possuem um roteiro para cerimônia inteiramente preparado e alguns não permitem a inclusão de músicas durante esse momento. Se incluir algumas canções para trazer mais envolvimento ao momento é imprescindível para vocês, mesmo que se trata se músicas instrumentais para casamento, não deixem de perguntar se será possível e quais estilos estão permitidos.

Casamento Ecumênico

5. Em média, quanto dura a cerimônia?

Esta pergunta é imprescindível. Vocês já devem saber que neste dia os minutos serão contados, cada momento tem hora marcada e claro que precisam cronometrar a cerimônia para adaptá-la ao roteiro do dia. Já sabe-se que na vida existem pessoas que são sucintas e conseguem dizer o essencial sem se alongar, e outras que acabam tomando o caminho mais longo para dizer a mesma coisa. Sintam em qual desses grupos se encontra o celebrante, e se ele confirmar um tempo determinado para a realização da cerimônia, considerem sempre incluir alguns minutos a mais, para o caso de se perder no meio do caminho, levado pela inspiração.

6. Realiza algum ritual específico?

Os celebrantes são mais livres na cerimônia do que os representantes de uma religião específica, e isso faz com que alguns incluam certos rituais, ainda que rápidos, que acreditam que se encaixam no momento e que agregue significado. Mas é preciso ter a certeza de tudo o que eles incluem na cerimônia, para saber se agrada a vocês e se é o que estavam buscando.

Celebrante Gabrielle Leithold

7. É possível adaptar palavras e textos?

Para que a cerimônia fique exatamente como querem, é necessário saber se terão a liberdade de personalizá-la, se podem pedir para que ele inclua a leitura de uma passagem bíblica ou de um texto que é especial para vocês, se podem pedir para evitar certas passagens ou certos comentários, etc.

8. Como é a forma de pagamento?

Normalmente esta é uma das primeiras perguntas que o casal faz, mas depois de saber de tudo o que se pode e o que não se pode, é importante repetir o questionamento, já que as mudanças no ritual, pedindo mais ou menos tempo, mais ou menos leitura, alguns profissionais podem também alterar o valor de seus serviços. Perguntem se o valor é dado por hora ou por dia, se é possível parcelar, ou se pagam uma parte na contratação e o restante após finalizado o serviço. Com certeza essa é uma questão fundamental e que influenciará muito na sua escolha.

Casamento Ecumênico

Com essas perguntas podem se sentir mais tranquilos, e a possibilidade de conseguir contratar o celebrante ideal será muito melhor e mais fácil. Com essa questão decidida, podem voltar a atenção para o buquê de flores que irá acompanhar a noiva no altar, ou então decidirem as músicas de casamento que querem para a festa, esse momento que será um dos pontos altos do dia C!