Studio Leco Reis

Autênticas e lotadas de surpresas, as cerimônias atuais se superam com cores arrojadas, tendências personalizadas e cheias de etapas marcantes. Mas, sem dúvida, é a interação e felicidade do casal a grande energia da cerimônia. Mesmo priorizando um orçamento enxuto com a decoração de casamento simples, devem eleger em que vale a pena investir para a celebração realmente ser completa.

Gastar um pouco a mais para ter a filmagem e fotos de excelente qualidade é um dos pontos que devem desembolsar sem culpa, assim conseguirão mostrar as memórias até para os netos.  Um dia tão único merece que pequenos detalhes sejam eternizados é o caso da primeira dança dos noivos como marido e mulher, que além de abrirem a pista ainda devem estar naturais e conectados com a música do casamento. Embora muitos casais improvisem, esquecem que podem fazer deste um momento histórico.

Juan Cogo

Por que investir em um profissional?

Embora a primeira dança seja um ponto alto para os noivos, que se esforçam para fazer bonito na pista de dança, planejar uma coreografia para realçar todos os ápices do dia mágico será muito mais simbólico. Lembrem-se de que uma coreografia bem programada transformará várias passagens da cerimônia, como a hora de cortar o bolo decorado do casamento ou da chegada na festa, em um show à parte.

Contrate um profissional

Se o casal não tem a menor afinidade com dança o quanto antes começarem a aprender melhor ficará o resultado. Portanto, assim que os convites de casamento diferentes forem encomendados já está na hora de procurar por um coreógrafo. Existem várias academias qualificadas com profissionais capazes de treinar até os mais desajeitados, além de ensinarem os passos ainda ajudam com possíveis escolhas musicais. Sempre prefiram as academias e profissionais que tenham experiência comprovada em coreografias de cerimônia, como é o caso de Bruna Gama, à frente da empresa Bruna Gama Eventos, com quem conversamos.

Julio Crestani Fotografia

Professora de dança e bailarina há mais de 20 anos, ela uniu a paixão por essa arte ao trabalho de cerimonialista, o que a permite olhar cada passo de um casamento como partes de uma coreografia completa. Tudo começou por meio de um convite para coreografar um enlace. "Fiquei encantada com o resultado, a magia e o amor que estão latentes no meu trabalho com os casais, e nunca mais parei, aperfeiçoando-me e envolvendo-me com cerimonial e coreografias em casamentos", lembra.

Em um primeiro momento, como coreógrafa, o que a profissional faz é tentar entender a personalidade dos noivos. "Cada casal tem suas próprias características, qualidades, sonhos, vontades próprias e dificuldades", conta ela que, na maioria das vezes atende casais que nunca tiveram experiência com a dança. "Preciso trabalhar a autoconfiança nos dois, e não só ensinar os passos", enfatiza, já que muitos casais precisam de mais tempo para sentirem-se confortáveis.

Segundo Bruna, seu contato com os noivos é muito maior que se imagina. "Apresento a eles é a ideia de que a melhor terapia é dançar. Meu trabalho inclui assessoria na escolha da música e do ritmo, aprendizado dos passos, montagem da arte coreográfica e ensaio geral no espaço da festa", explica. Além de pesquisar sobre a experiência dos profissionais, ela acredita que é fundamental que os noivos tenham empatia com o coreógrafo. "Eles irão conviver e se relacionar bastante. A 1° Dança dos Noivos é muito especial, uma apresentação marcante, emocionante e inesquecível. E nós criamos um laço e trocamos mais do que somente a coreografia, que acaba sendo um veículo de descobertas maravilhosas tanto para mim quanto para eles".

Andressa Dionisio

Pacotes diversificados

A maioria das escolas específicas oferecem diversos tipos de pacotes, que vão desde aulas de coreografías para valsa, coreografías de filmes ou um mix de estilos diversos. Dependendo da escolha do casal e a disponibilidade de tempo o número de aulas é definido. Geralmente entre 6 a 10 aulas. O ideal é que o treinamento seja feito com um calçado com salto similar ao do sapato branco de noiva, para não dificultar o desempenho no dia.

Trilha sonora

Obviamente quem define todo o estilo da trilha sonora é o casal, mas o coreógrafo poderá ajudá-los e dar algumas indicações. Independente do gênero das músicas da festa de casamento que escolheram o profissional sugere um repertório que cause mais impacto e tenha a duração necessária para cada sequência de coreografia. É importante que o casal treine os passos com cada música selecionada para no dia terem total familiaridade e não tenham que improvisar desconstruindo o programado.

Amigos da Dança

Looks

Importante dar atenção a esse pormenor, o comprimento da barra do vestido de noiva de renda poderá interferir se for muito comprido, por exemplo, e as mangas, caudas e até o tamanho do véu deve ser programado de forma a não atrapalhar a interpretação. O noivo também deverá ficar atento com seu look, calças e paletós muito apertados podem comprometer a execução dos passos.

Aulas em casa

Se ir a um estúdio de dança não te convence e está fora de cogitação para um dos noivos, considerem contratar um professor que faça o treinamento e ensaio em casa, mas isso não quer dizer que será mais econômico, apenas uma opção mais prática dependendo da rotina do casal.

Josi Sardá Cerimonialista

Evidenciar de diferentes formas o amor nessa data deixará uma marca simbólica para o resto de suas vidas. Incluir esta energia numa dança que conte a história do relacionamento trará uma imensa satisfação ao casal e seus convidados. Programem cada passagem da cerimônia com a trilha sonora adequada, seja na hora de arremessar o buquê de flores ou de entrar na festa. O importante é que se sintam bem à vontade com a situação. Lembrando sempre que até o modelo do penteado de casamento pode comprometer a naturalidade da dança.