Conforme se envolvam com a organização da cerimônia, infelizmente é possível que ouçam sugestões sem pedir, perguntas indesejadas e, ainda, que tenham que lidar com pessoas que se autoconvidam. Mesmo que encomendem os convites do casamento com uma margem extra para possíveis “esquecimentos” de algum amigo e/ou familiar que não foram incluídos na lista, podem ter que lidar com situações desagradáveis. Entre tantas pesquisas para elaborar uma maravilhosa decoração de casamento que entre dentro do orçamento disponível, há a necessidade de conciliar os gostos com os gastos, e adaptar tudo isso aos planos dos noivos para a sua cerimônia – para muitos ou poucos convidados. 

O planejamento se torna fundamental para não causar nenhum desconforto, esse é o grande aliado do casal que, antes mesmo de procurar pelo modelo do vestido de noiva e/ou traje, já deve fazer uma estimativa de quem querem que esteja presente em sua cerimônia. Porém, terão que aprender a driblar algumas ocorrências imprevisíveis que superam o esperado. Hoje, mostramos como escapar de questionamentos desagradáveis com classe e franqueza.

Familiares que se sentem esquecidos

A lista de convidados é uma das primeiras providências do casal, uma vez que direciona todas as providências do evento e, nem sempre é possível incluir todos os parentes, especialmente, quando a família é enorme. É nesse momento que os noivos notam que nem sempre o desejo de convidar todos da família é possível, e por isso adotar um critério para evitar que a lista cresça a cada dia será fundamental.

Essa situação, por ser a mais delicada, pede muita discrição do casal, já que alguns familiares podem se ofender realmente. Façam o possível para criar uma cerimônia onde as pessoas próximas da família possam estar presentes e, se não for possível, se algum parente mais expansivo questionar sobre a razão de não ter recebido o seu belo convite de casamento criativo, uma vez que outros familiares já o receberam, ter sensibilidade para lidar será essencial.

  • Por mais que seja desagradável, devem estar preparados para driblar a situação, e o jeito é explicarem que adotaram um critério que está sendo seguido “ao pé da letra” para não magoar ninguém, e que também consideraram a questão econômica. 

Amigo do amigo

Aquele amigo de amigos em comum que já participou de alguns eventos sociais em que estavam presentes, e com quem até chegaram a trocar algumas palavras, pode surpreendê-los, quando souber que há um evento chegando e ele ainda não recebeu o convite oficial. Ainda que sejam discretos com os preparativos, que não comentem nem sobre a decoração da  igreja para o casamento e nem sobre a recepção, é muito comum a notícia da cerimônia se espalhar, alertando a todos que uma festa incrível está perto de acontecer, gerando muitas expectativas. Mas, precisam manter o combinado, não se intimidar diante desse embate, lembrando que é normal e todos os casais passam pelo mesmo dilema. 

  • Caso ocorra do amigo do amigo se convidar, reajam com o mesmo atrevimento. Saiam pela tangente, agradeçam o carinho e expliquem que a cerimônia será intimista e nem todos que vocês gostariam estarão ao seu lado nesse momento.

Namorado(a) do amigo(a)

Outro problema recorrente, que deixa os noivos numa situação delicada, são os(as) namorados(as) de amigos que vocês nem conhecem. Como se trata de uma relação mais íntima, e há amigos que, caso seu par não esteja incluído, podem deixar de ir, então é necessário avaliar bem. Casais casados devem ser sempre chamados com um convite para dois,; no caso de um namoro é possível avaliar o tempo em que estão juntos e se o outro já tem uma relação com o casal.

  •  Nesse caso, o jeito é usar o bom senso e abrir algumas exceções para não gerar um conflito nessa fase tão especial, ainda mais com pessoas que são importantes no dia a dia do casal. Mas o critério inicial vale para todos os casos: a palavra final é de vocês, e os amigos devem se adaptar. 

Juliano Sousa Fotografia
Juliano Sousa Fotografia

Planejar a cerimônia é muito especial para os noivos que desejam subir no altar com uma música de casamento escolhida a dedo para a entrada, tendo a certeza de que organizaram o evento perfeito, vocês vão experimentar sensações emocionantes nessa fase. Embora todo o processo de preparação seja uma época incrível para o casal, em que só escolher as flores do casamento os deixa emocionados. Mas também implica tomar algumas decisões que tornam os sonhos realidade, e nem sempre irão agradar todos, por isso o importante é lembrar o que realmente importa, além de ter muito jogo de cintura!