Foto Studio Ás

Símbolo máximo na decoração do casamento, as flores têm um poder incrível para elevar qualquer ambiente, só que muitas espécies murcham com facilidade e têm uma “vida útil” bem curta. O vento, calor excessivo ou deixá-las sem água, pode comprometer a beleza e a resistência da maioria.

Normalmente o buquê de flores é executado um ou dois dias antes da cerimônia – apesar de ter sido escolhido com antecedência para harmonizar perfeitamente com sua decoração de casamento simples e elegante. Assim, com o transporte do fornecedor até chegar em suas mãos, as flores não estarão totalmente frescas, reduzindo sua expectativa de vida e rigidez. Se a ideia é guardá-lo de recordação, existem técnicas para conservar seu buquê mesmo depois do dia C. E, claro, o cuidado e a preservação são fundamentais para que na entrada da igreja elas ainda estejam perfeitas e maravilhosas.

De Flor e Alma
De Flor e Alma

1. Hidratação

Assim que comprar as flores, corte a haste na diagonal com tesoura de poda (1 cm acima da base), o caule deve estar embaixo da água corrente. Lembre-se de retirar as folhas para evitar fungos e bactérias. Repita a poda de dois em dois dias até a data do casamento.

2. Produzir o buquê

Se é adepta de técnicas DIY e resolveu usar esse recurso para baratear os custos, e realmente aprendeu como fazer o buquê de noiva com capricho, deixe para fazê-lo no próprio dia ou no dia anterior ao evento. Procure mantê-las bem hidratadas para garantir que essas flores para o casamento fiquem mais frescas e mantenham-se impecáveis durante toda a cerimônia.

Dani Garbiatti Fotografia
Dani Garbiatti Fotografia

3. Receita para proteger suas flores

Coloque-as dentro de um jarro de água e troque a água diariamente até o momento de fazer o seu buquê de noiva vermelho ou arranjo floral. Deixe o vaso num local fresco e bem arejado, sem exposição direta ao sol e ao vento e, sempre longe do ar condicionado. Coloque estes ingredientes na água para melhor conservação e nutrição de todas as flores que usará:

  • 50 ml de sumo de ½ limão 
  • 2 colheres de chá de açúcar cristal
  • 2 colheres de chá de vinagre branco
  • 1 litro de água

De Flor e Alma
De Flor e Alma

4. Secagem

Algumas noivas não querem se desfazer do buquê e uma boa alternativa é deixá-lo secar. Retire as folhas do caule, forme pequenos maços e pendure de cabeça para baixo. Coloque-as em um lugar seco e aguarde com paciência. Este processo pode levar semanas ou mesmo alguns meses para que ele seque completamente.

5. Gel de sílica

Este material é um elemento da areia, muito usado para retirar a umidade de objetos e ambientes. Pode ser encontrado facilmente em lojas de equipamento fotográfico, ou supermercados, em geral. Use uma caixa plástica que fique bem vedada. Coloque o ramo e certifique-se de cobrir todo o buquê com a sílica. Aguarde em média 48 horas e retire as pétalas com uma pinça.

Aquiles Torres Fotografias
Aquiles Torres Fotografias

6. Preservação

Está é uma técnica feita por um profissional e permite que o buquê de noiva azul dure por muitos e muitos anos. As flores recebem um produto químico que as deixam com aparência de frescas e intactas, aproximadamente 2 anos dentro de um vaso sem terra nem água e 10 anos ou mais dentro de um quadro com proteção de vidro. Esse procedimento é feito antes de montar o buquê. Apenas algumas flores podem receber esse processo as orquídeas, cravos, rosas, hortênsias, gardênias, mini callas e crisântemos são as indicadas. Já as peônias e tulipas não aceitam a técnica.

7. Desidatrar

Outra técnica que permite que o seu maravilhoso buquê de noiva branco dure até dez anos é a desidratação, só que nesta o processo é feito depois da cerimônia. Exige que tenha o cuidado de deixar o buquê, após o casamento, em um saco plástico na geladeira até entregá-lo ao profissional. Demora em média uns 40 dias para terminar o processo e depois deve ser colocado em um quadro com vidro para protegê-lo. Ambos processos podem ter valores altos, mas converse com seu florista que indique alguém especializado. Pode ser feito com rosas lírios e hortênsias. Já o girassol, gérberas lisianthus ou dálias não aceitam o processo.

Ramon Ferreira Fotografia
Ramon Ferreira Fotografia

Se pensou que só poderia conservar seu vestido de noiva e alguns outros elementos tradicionais do traje, como o seu sapato de noiva, o seu acessório mais que emblemático também pode ser guardado com muito carinho. Só não se esqueça de ter um buquê reserva em prol das amigas solteiras!