Saltar para o conteúdo principal
Casamentos

Celebrante de casamento, padre e Juiz de Paz: entendam as diferenças para cada cerimônia

Padre, celebrante ou Juiz de Paz: é preciso entender as diferenças entre cada um deles para escolher aquele que irá celebrar e abençoar a sua união. Cada estilo de cerimônia é oficializada de maneira distinta, saiba mais para escolher o celebrante!

Valença-Strauss

Entre os itens mais importantes para o casal que organiza seu enlace é a decisão sobre o celebrante do casamento. A pessoa que irá oficializar e/ou abençoar a união é uma escolha prioritária, já que, sem ela, a cerimônia não terá a mesma validade. Antes de tudo é fundamental saber quais as opções e quais são as diferenças entre elas. Juiz de Paz, padre (para a cerimônia católica) e celebrante: explicaremos as diferenças e as peculiaridades das celebrações de casamento realizadas por cada um, para que vocês saibam qual se encaixa melhor ao seu estilo e ao que desejam para a sua cerimônia de casamento.

A primeira pergunta a se fazer é se desejam um casamento na igreja ou não, já que dependendo da alternativa, limitará a sua opção. Depois, ajudar na decisão, analisem sua preferência entre casamento com cunho religioso ou não, mesmo que este não seja celebrado em uma igreja. Se já possuem esses pontos definidos, é hora de decidir qual será a pessoa que irá celebrar o casamento. Vamos aos detalhes.

Jackson Farias

Celebrante

Caso o casal não faça questão de um casamento tradicionalmente religioso, pode optar por um celebrante. Aqui não existem regras impostas: o celebrante pode ou não estar vinculado a uma religião ou espiritualidade, tudo depende do que o casal busca para o seu enlace. E é possível escolher tanto um celebrante profissional (como os que temos em Casamentos.com.br), quanto uma pessoa conhecida, que pode ser um amigo ou familiar, alguém que conheça o casal e que possa realizar uma cerimônia emocionante.

De qualquer forma, recomendamos escolher um celebrante profissional, que possa acolher os noivos e realizar uma cerimônia inesquecível, que tenha o dom da comunicação e desenvoltura para atuar em público. O celebrante também poderá realizar rituais personalizados para cada casal. Entre eles, o Handfasting, ritual das areias, das velas, e também dedicar aos noivos uma bênção. 

Marcia Fonseca - Celebrante

Padre católico

Se são um casal católico, e se o seu sonho sempre foi uma cerimônia na igreja, com todos os ritos religiosos, não dúvida: um padre católico será a melhor opção. E é indiscutível, já que terão um casamento de acordo com a fé que professam. Se vocês fazem questão da bênção de um padre para a sua união, é importante saber que a cerimônia pela Igreja Católica Apostólica Romana só pode ser realizadas em uma igreja. Diferente de um celebrante não-religioso e de um Juiz de Paz, o padre não pode realizar o casamento em outro lugar que não seja uma paróquia.

Sendo assim, se sempre sonharam com um casamento ao ar livre, mas não abrem mão dessa bênção religiosa, podem convidar um padre que os dará uma bênção simbólica, que não corresponde ao Sacramento do Matrimônio. 

Além da questão do local, é importante lembrar que há trâmites para que o casamento seja válido. Segundo a lei, é possível celebrar um casamento religioso com efeito civil e, para isso, os noivos devem levar o requerimento expedido pela igreja, e solicitar o casamento religioso para efeito civil em cartório.

GN Assessoria

Juiz de Paz

Qual é a diferença entre o celebrante e o Juiz de Paz? Essa é uma das perguntas mais comuns entre os casais que estão prestes a dizer "sim". E a resposta é mais simples do que podem imaginar: o Juiz de Paz é quem oficializa a união do casal, e o mais comum é que o faça em um cartório; já o celebrante é responsável por uma celebração mais personalizada, como vimos acima.

É possível que também realize a mesma função no local onde vocês decidiram fazer a cerimônia ou a festa. Mas, neste caso, para que o Juiz de Paz saia do cartório, é cobrada uma taxa. Uma opção que muitos noivos escolhem é primeiro realizar o casamento civil em um cartório e depois, no mesmo dia ou no dia da festa, fazem uma cerimônia simbólica com outro celebrante. Pesquisem os valores no cartório mais próximo, porque podem variar entre os estados.

Celebrare Realizações

Agora que entendem as diferenças entre cada um desses celebrantes, com certeza ficará mais fácil escolher aquele que irá celebrar o seu casamento de maneira especial. Tomem essa decição com tranquilidade, respeitando as vontades do seu par, e levando em conta o que desejam para a cerimônia como um todo.