Saltar para o conteúdo principal
Casamentos

Alerta curiosidade! Por que maio é considerado o Mês das Noivas?

Maio tem a fama de mês casamenteiro, e não é à toa. Apesar de os casamentos serem realizados com maior frequência em outros meses, o quinto mês do ano permanece com o título. Vejam as razões para esta época do ano ser conhecida como o Mês das Noivas!

Assim como há determinadas comemorações em cada mês do ano, maio se consagrou como o Mês das Noivas. A escolha não foi por acaso: estação, clima e até religião foram fundamentais para o quinto mês do ano se tornar famoso pelos matrimônios em grande parte do mundo – o Brasil não fica de fora. Até hoje, maio permanece com o título dedicado às protagonistas do grande dia, mas não é mais o mês com maior número de casamentos por aqui. Conheçam os possíveis motivos desta tradição para ajudar vocês na definição do dia C, além de outras curiosidades.

Vila Santina

Primavera no Hemisfério Norte

A tradição de se referir ao mês de maio como sendo o Mês das Noivas surgiu, na verdade, nos países do Hemisfério Norte. Por lá, as temperaturas baixas ditavam alguns costumes e faziam com que os festejos fossem adiados. Em maio, o clima mais agradável e com menor incidência de chuvas favorecia os eventos ao ar livre, os festejos coletivos. O fato de ser primavera também teve grande influência nessa escolha, já que, nesta época, era mais fácil encontrar variedades de plantas e flores. E, por carregarem simbologia no universo nupcial, com os buquês das noivas e a decoração das cerimônias, levou a uma associação imediata entre a estação do ano e o evento em si. Isso contribuiu para tornar o mês mais propício para enlaces!

Aqui no Brasil, maio cai no outono. Mas por conta da colonização europeia, também foi incorporada a prática, de acordo com o calendário. A quantidade de cerimônias em maio é significativa e ainda temos a vantagem de flores lindas florescerem durante o outono, como é o caso de margaridas, rosas, gérberas, astromélias, áster, amor perfeito e crisântemos.

Stocker Produções

Tradição católica da Virgem Maria e o Dia das Mães

Um fator importante que também contribuiu para que maio ganhasse o apelido de Mês das Noivas vem do catolicismo. A religião católica consagra Maria – mãe de Jesus – em maio. Além da consagração, para a Igreja, o matrimônio tem ligação com pureza, compromisso e fé – características que são atribuídas à Nossa Senhora, e que levam à formação de uma nova família.  

O Dia das Mães também é comemorado em maio, no segundo domingo do mês. Isso reforça ainda mais a conexão com Maria,  mãe de Jesus, e a influência religiosa nos casamentos, ainda que não exista mais uma obrigação tradicional de se conectar casamentos com a maternidade.

Valentim Fotografia

Outros meses queridos

Maio continua sendo o Mês das Noivas, mas isso não quer dizer que ocorra mais casamentos nesse período. De acordo com pesquisa realizada por Casamentos.com.br e The Knot WorldWide haverá, pelo menos, um casamento por dia no Brasil durante todo o ano de 2022. E, entre as datas escolhidas por mais de 300 mil casais, os dias 12 de novembro, 10 de setembro e 15 de janeiro foram os mais buscados para os casamentos. No Brasil, setembro, outubro e novembro também são considerados meses queridos pelos casais por conta da primavera por aqui. Entretanto, maio permanece na preferência de casamentos realizados no interior do país, onde a tradição do Mês das Noivas ainda é muito forte, especialmente pelo fator religioso.

Camila Magalhães Fotografia

De todas as formas, maio mantém o título de Mês das Noivas, ocasião em que ocorrem também muitas feiras e eventos específicos para matrimônios. Mas fundamental mesmo para a escolha da data é que ela seja especial para o casal que diz "sim", independentemente do mês!