Way Of Love Fotografia
Way Of Love Fotografia

"Brasil... meu Brasil brasileiro"... Pode ser que, ao escutar essa letra, o seu coração verde e amarelo bata mais forte. Mas a música, ainda que seja um forte traço da cultura brasileira, não é o único elemento faz recordar esse paraíso tropical e tudo o que ele representa. Existem objetos e guloseimas que só um brasileiro (e quem se apaixona pelo país) pode entender o valor e, para os casais que estão na fase do planejamento do dia C, que tal pensar em alguns itens que possam caracterizar a identidade visual, passando pela decoração do casamento, de forma bem típica?

Os modelos de lembrancinha de casamento, por exemplo, que irão ornamentar o espaço da recepção até serem presenteados aos amigos, podem ser um reflexo da região onde nasceram, ou pode ser algo que faça recordar uma tradição que tenha sido parte da vida do casal. Vejam algumas ideias para criar a sua lembrancinha perfeita e com a cara do Brasil!

Bem Me Leve
Bem Me Leve

1. Quem nunca teve a fitinha do Bonfim?

A fitinha do Bonfim é uma tradição da Bahia, e surgiu no século XIX. A fita original era conhecida como “medida do Bonfim”, nome dado pelo comprimento que tinha (47 centímetros), a medida do braço da estátua de Jesus Cristo exposta no altar da Igreja do Senhor do Bonfim. Por volta de 1950, os fiéis que pagavam promessas aos santos adquiriam as fitas como uma lembrança, e as usavam como um colar, onde penduravam medalhinhas.

A "medida" era confeccionada em seda, com o desenho e o nome do santo bordados à mão, e o acabamento era feito em dourado ou prateado. Na década de 60 a fitinha passou a ser vista nos pulsos, comercializada pelas ruas de Salvador, e foi adotada pelos hippies baianos, um acessório que passou a ser obrigatório

Tradição à risca:

A tradição popular diz que ela deve ser enrolada duas vezes no pulso e amarrada com três nós. A cada nó precede um pedido, realizado mentalmente, e que deve ser mantido em segredo até a fita se romper naturalmente, o que significa que os desejos foram atendidos. Vocês não precisam ter nascido na Bahia para aderir a essa tradição, e podem até usá-la como enfeite de uma lembrancinha clássica: o bem-casado. Seus convidados vão adorar, e ainda vão garantir 3 desejos! 

Bendito Bem
Bendito Bem

2. Amor em estado puro (e esfareladinho!)

Essa lembrancinha de casamento diferente fará seus convidados voltarem à infância. O rótulo não deixa dúvidas: a paçoquinha amor, embalada com papel amarelo um grande coração vermelho é um dos "símbolos pop" do Brasil! Criada em 1959 pela empresa Sing´s, esse doce de amendoim resiste ao tempo com seu design icônico e seu sabor, e vocês nem irão precisar acrescentar frases curtas de amor a esse presente, ou em um cartãozinho. Afinal, o "amor" já vem estampado no rótulo, perfeito para a ocasião! 

3. Elas são do Brasil: Havainas

Que atire a primeira pedra quem nunca usou chinelos Havaianas! A marca, que, dentro e fora do país, se tornou um símbolo da brasilidade, pode ser também uma lembrancinha bastante útil, afinal, depois de ter passado pela cerimônia e pela recepção, os seus convidadas irão querer toda a comodidade na pista, quando as músicas da festa de casamento mais animadas começarem a tocar, especialmente as convidadas que estiverem de salto. 

Muitos fornecedores personalizam as havaianas, colocando desenhos específicos, a logomarca do casamento ou apenas o nome do casal e a data do enlace. Um detalhe delicado e que irá servir para os seus amigos e familiares depois da festa.

Sandáliamania
Sandáliamania

4. O irresistível Sonho de Valsa

Com um nome tão romântico e sua embalagem clássica – ainda que tenha passado mudança ao longos dos anos, segue com seu papel metalizado de cor rosa intenso –, é impossível não associar esse bombom delicioso aos sonhos de um casal.

Crescer no Brasil a partir da década de 1980 significa conhecer essa delícia de sabor inconfundível: ele é composto por uma espécie de casquinha crocante, coberta com duas camadas de chocolate, e recheado com creme de castanha de caju, em resumo, um escândalo! E ele pode se transformar em uma lembrancinha de casamento simples, mas que irá encantar os convidados.

Jucy Convites
Jucy Convites

5. E como não... A boa e velha cachacinha!

Permitida apenas para os convidados maiores de 18 anos, essa lembrança é ideal para os enlaces com um ar campestre, que contam com uma decoração de casamento rústica, que evoca uma antiga tradição do interior do país, onde se produz cachaça artesanal de vários sabores. Podem escolher um gosto que tenha a ver com a região onde vivem, como cachaça de banana no Nordeste, e, para tornar a lembrança mais personalizada, é possível encomendar rótulos para as garrafinhas com o nome do casal e a data do dia C. 

Simone Lago Fotografia
Simone Lago Fotografia

O Brasil é enorme, e é um país tão cheio de cultura que, em cada região, é possível criar uma lembrancinha de casamento típica, que deixará os enlaces ainda mais pessoais. Em Brasília, os azulejos Athos Bulcão podem ser os escolhidos para presentear os convidados, um símbolo belíssimo da arquitetura da cidade; no Pará, que tal oferecer aos amigos um Banho de Cheiro? São tantas tradições que não faltarão ideias. E vocês, o que pensam em oferecer aos amigos e à família?