Meu Abrigo Fotografia
Meu Abrigo Fotografia

São muitas as pessoas especiais com as quais vocês gostariam de compartilhar o altar, e todos possuem lugar de destaque na vida do casal, mas somente alguns poucos podem subir na nave. Todos os noivos, quando encomendam seus convites do casamento, passam pelo mesmo dilema: quem convidar para serem padrinhos e madrinhas. Porém, seus convidados devem entender que o número é limitado e nem todos podem ocupar esse “cargo”. Embora as amigas mais íntimas se empolguem com a novidade, para poder organizar a despedida de solteira ou definir os modelos de vestido de festa das madrinhas, nem todas estarão ao seu lado no altar.

O importante é encontrarem opções sensatas, seguindo alguns critérios, tendo em mente que não precisam agradar a todos. Vejam como podem escolher seus padrinhos sem estresse, nessa fase que tem que ser só “alto astral”. Assim, no momento que estiverem cortando o bolo decorado do casamento todos estarão tão felizes quanto vocês.

Afinal qual a incumbência dos padrinhos?

Em alguns casos os padrinhos e madrinhas estarão envolvidos e podem ajudar o casal ativamente, com sugestões e propostas ou esclarecendo dúvidas, mas geralmente são escolhidos quando acompanharam diretamente o relacionamento dos noivos. Eles organizam as despedidas de solteiro, os chás de panela, lingerie ou bar, ajudam com sugestões de alguns fornecedores, dão ideias sobre a decoração da festa do casamento, item em que os noivos podem ficar tão em dúvida.

Os padrinhos sempre são pessoas íntimas e sempre são um apoio em tudo que o casal precisar, um opinião sobre o modelo do vestido de noiva, que tira o sono de qualquer mulher. Pensem em quem vocês confiam para ajudá-los nessa fase tão importante que é todo o planejamento.

Meu Abrigo Fotografia
Meu Abrigo Fotografia

Pessoas especiais

Muito usual é colocar os parentes mais próximos como padrinhos, mas nem sempre a única opção. Mesmo porque, infelizmente, há casais que não se relacionam bem com alguns familiares. Procurem colocar quem está realmente presente em suas vidas, não é o momento de fazer homenagem ou “média” com algum familiar. Se eles estarão no altar, participando na igreja e cantando as músicas para casamento religiosas com lágrimas nos olhos é porque amam vocês, e torcem pelo relacionamento, por isso estão ocupando esse lugar tão simbólico nesse dia.

Amigos do coração

Por mais que tenham uma enorme lista de amigos do coração, muitas vezes não será possível colocar todos eles, por isso pensem em critérios de afinidades para poder escolhê-los. Novamente reforçamos, não é hora de fazer concessões por educação, e sim pensar em quem preferem que acompanhem esse processo tão único na vida do casal. Claro que sempre existe aquele amigo “especial” que não dá para deixar de fora, e vocês querem compartilhar a troca das alianças com esses mais "chegados" e íntimos, aqueles que acompanharam a relação desde o início, participaram ativamente da vida do casal. Então, nesse momento, eles merecem estar junto com o casal abençoando a consagração.

Vanessa Barros Photography

Casais Separados

Às vezes é necessário separar alguns casais para poder formar par com outras pessoas, por exemplo, se uma amiga de infância está namorando há 3 meses, vocês não precisam colocar o namorado como padrinho. Podem mesclar colocando outra pessoa, mais íntima, junto com ela. Só não fica adequado separar casais que já são casados. Em algumas situações pode acontecer que  aquele casal que tanto vocês adoram está se divorciando e, caso façam questão que ambos estejam presentes no altar, podem colocá-los com outras pessoas, não terá nenhum problema desde que avisem antecipadamente essa intenção.

Casais que não se conhecem

Muito usual, em algumas ocasiões, é formar casais de padrinhos com pessoas que não se conhecem para dar certo o número necessário e, principalmente, para não ter que deixar amigos importantes de fora. Se estão nessa situação procurem apresentá-los antes da cerimônia, se for possível promovam um encontro não só para tratar dos vestidos longos de festa, mas para criarem mais afinidade e, ao chegar o dia, todos poderão dançar as músicas da festa do casamento juntos, com muita animação.

Andressa Dionisio
Andressa Dionisio

Todas as resoluções que os noivos precisam tomar geram indecisões e, muitas vezes, inseguranças. Inclusive em itens simples, como com as lembrancinhas do casamento, que não deveriam causar nenhum tipo de dúvida, acabam gerando alguns dias de pesquisa e algumas indagações. Por mais que cada detalhe que devam definir possa parecer uma tarefa difícil, quando tocar a última música romântica do casamento e estiverem partindo para a nova vida ou para a viagem de lua de mel, sentirão o quanto valeu a pena todo o esforço.