Serra dos Cocais Eventos

Escolher o texto do convite de casamento pode ser muito mais fácil do que escrever uma mensagem carinhosa para ler em público, em algum momento da cerimônia. Por mais que saibamos quais as características pessoais que nos encanta no outro, muitas vezes pode ser difícil saber colocar tudo no papel. Por isso, uma boa alternativa é buscar inspirações em quem domina a arte.

Seja na letra de uma música romântica do casamento ou numa poesia que retrate o seu verdadeiro sentimento e, claro, que tenha conexão com a fase que estão vivendo. Uma forma simbólica que sempre comove os presentes mas, principalmente deixa em êxtase o parceiro. Independente da cerimônia no civil ser realizada junto com a cerimônia na igreja ou no Cartório, além de providenciar um lindo vestido de noiva e um traje de noivo para encantarem um ao outro, pensem em como declamar um poema poderá surpreendê-lo ainda mais.

Fabio Cezar Fotografia

Porque um poema?

Por mais que sejam bons nas palavras, muitas vezes, na hora de criar uma mensagem que expresse os sentimentos profundos que estão vivendo pode ser mais difícil do que imaginaram. E as escolhas que terão que fazer com a decoração de casamento simples e elegante serão muito mais fáceis que escrever algumas linhas. Por isso, recorram ao universo de grandes escritores até para acrescentarem frases curtas de amor a serem ditas na hora do brinde ou nos votos na troca das alianças.

Como escolher um poema

Assim como a música para entrada de casamento que elegeram tem um significado especial para o casal, procurem por um poema que consiga tocar as suas almas e que relate esse momento sublime. Embora não sejam todos os casais que resolvem fazer essa reverência na cerimônia do civil, é um momento tão marcante que merece mais que uma simples assinatura de documentos. Além do bolo de casamento simples e champanhe para o dia não passar “em branco”, declamar um poema, mesmo que curto, marcará o dia.

Fabio Cezar Fotografia

1. Amar é (Albert Camus)

Amar é...

sorrir por nada e ficar triste sem motivos

é sentir-se só no meio da multidão,

é o ciúme sem sentido,

o desejo de um carinho;

é abraçar com certeza e beijar com vontade,

é passear com a felicidade,

é ser feliz de verdade!

2. O Amor (Fernando Pessoa)

O amor, quando se revela,

Não se sabe revelar.

Sabe bem olhar p’ra ela,

Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente

Não sabe o que há de dizer.

 

Fala: parece que mente…

Cala: parece esquecer…

Ah, mas se ela adivinhasse,

Se pudesse ouvir o olhar,

E se um olhar lhe bastasse

P’ra saber que a estão a amar!

 

Mas quem sente muito, cala;

Quem quer dizer quanto sente

Fica sem alma nem fala,

Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe

O que não lhe ouso contar,

Já não terei que falar-lhe

Porque lhe estou a falar…

 

Letícia Affonso

3. Soneto CXVI (Shakespeare, Tradução de Bárbara Heliodora)

De almas sinceras a união sincera

Nada há que impeça: amor não é amor

Se quando encontra obstáculos se altera

Ou se vacila ao mínimo temor.

Amor é um marco eterno, dominante,

Que encara a tempestade com bravura;

 

É astro que norteia a vela errante

Cujo valor se ignora, lá na altura.

Amor não teme o tempo, muito embora

Seu alfanje não poupe a mocidade;

Amor não se transforma de hora em hora,

Antes se afirma, para a eternidade.

Se isto é falso, e que é falso alguém provou,

Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou.

4. As sem-razões do amor (Carlos Drummond de Andrade)

Eu te amo porque te amo,

Não precisas ser amante,

e nem sempre sabes sê-lo.

Eu te amo porque te amo.

Amor é estado de graça

e com amor não se paga.

 

Eu te amo porque não amo

bastante ou demais a mim.

Porque amor não se troca,

não se conjuga nem se ama.

Porque amor é amor a nada,

feliz e forte em si mesmo.

 

Amanda Francelino

5. Amo como ama o amor (Fernando Pessoa)

Amo como ama o amor.

Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar.

Que queres que te diga, além de que te amo,

se o que quero dizer-te é que te amo?

6. Soneto do Amor Total (Vinicius de Moraes)

Amo-te tanto, meu amor... não cante

O humano coração com mais verdade...

Amo-te como amigo e como amante

Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante

E te amo além, presente na saudade...

7. Amar é mudar a alma de casa (Mário Quintana)

Amar é mudar a alma de casa,
é ter no outro, nosso pensamento.
Amar é ter coração que abrasa,
amar, é ter na vida um acalento.

Amar é ter alegria que extravasa,
amar é sentir-se no firmamento.
Amar é mudar a alma de casa,
é ter no outro, nosso pensamento.

Amar, é aquilo que embasa,
é ter comprometimento.
Amar é voar sem asa,
e porque amar é acolhimento,
amar é mudar a alma de casa.

Serra dos Cocais Eventos

8. Soneto de fidelidade (Vinicius de Moraes)

De tudo, ao meu amor serei atento

Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto

Que mesmo em face do maior encanto

Dele se encante mais meu pensamento.

 

Quero vivê-lo em cada vão momento

E em louvor hei de espalhar meu canto

E rir meu riso e derramar meu pranto

Ao seu pesar ou seu contentamento.

 

E assim, quando mais tarde me procure

Quem sabe a morte, angústia de quem vive

Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):

Que não seja imortal, posto que é chama

Mas que seja infinito enquanto dure.

9. Amar e Ser Amado (Castro Alves)

Amar e ser amado!

Com que anelo

Com quanto ardor este adorado sonho

Acalentei em meu delírio ardente

Por essas doces noites de desvelo!

Ser amado por ti, o teu alento

A bafejar-me a abrasadora frente!

Em teus olhos mirar meu pensamento,

Sentir em mim tu’alma, ter só vida

 

P’ra tão puro e celeste sentimento

Ver nossas vidas quais dois mansos rios,

Juntos, juntos perderem-se no oceano,

Beijar teus labios em delírio insano

Nossas almas unidas, nosso alento,

Confundido também, amante, amado

Como um anjo feliz... que pensamento!?

10. AMOR (Carlos Drummond de Andrade)

Amar se aprende amando

O ser busca o outro ser, e ao conhecê-lo

acha a razão de ser, já dividido.

São dois em um: amor, sublime selo

que à vida imprime cor, graça e sentido.

"Amor" - eu disse - e floriu uma rosa

embalsamando a tarde melodiosa

no canto mais oculto do jardim,

mas seu perfume não chegou a mim.

Gersiane Marques Fotografia

Fazer uma homenagem para a pessoa amada será tão importante quanto dançar a música do casamento que é o tema da vida do casal. São esses pequenos detalhes que fazem o dia ser ainda mais simbólico e inesquecível. Tanto que cada vez que bater os olhos na foto do seu buquê de flores as lágrimas vão rolar só de pensar no dia e em todas as lembranças.