José Neto Fotografia

Cada vez mais casais preferem realizar seu casamento de uma forma ecumênica. Ou por não seguirem nenhuma religião ou por pertencerem a religiões diferentes, acabam optando por cerimônias simbólicas, mas cheias de bênçãos e amor. Alguns desses rituais também seguem alguma tradição dentro de “seu conceito livre”.

É o casal que define como será o ritual, elege ou escrevem o texto para o celebrante ler e o ritual em si dá prosseguimento. Como será uma celebração livre, os noivos podem “criar” seu próprio ritual como preferirem. Assim como o altar, que poderá ser feito de acordo com suas vontades e crenças pessoais. Podem colocar velas, flores, alguma imagem que tenha relação à vida dos noivos ou outros objetos que tiverem conexão aos dois.

1. Ritual da Areia

Ou também chamado união das cores, preferencialmente deve ser realizado na praia, mas nada impede que o casal opte por celebrá-lo em outro local. A base está em os noivos segurarem um vaso com areia colorida dentro, cada um com uma cor diferente. Ambos colocam a areia em outro vaso, misturando-as de forma inseparável, simbolizando a nova família que estão formando.

Michelli Oliveira Assessoria e Cerimonial de Eventos

2. Ritual do Vinho

Outro ritual simbólico e livre, o celebrante oferece uma taça de vinho ao outro. Uma terá o vinho tinto e a outra vinho branco, ambos derramam o vinho em uma terceira taça. Bebem um gole cada um e depois o celebrante envolve a taça em um tecido branco e pede que os noivos quebrem a taça com o pé, consumando a união.

3. Ritual Celta

Os celtas, povo antigo que vivia na Grã Bretanha no ano 2000 a.c., realizavam seus casamentos ao ar livre e a noite. Embora hoje possa ser realizado em um local fechado, o ideal é que seja realizado ao ar livre, para ter a força da natureza, não precisa ser necessariamente a noite, poderá ser feito de dia. Os convidados estarão em volta dos noivos em forma de círculo e os noivos no centro. O ritual tem por tradição que as mãos dos noivos sejam lavadas por água e sal. Uma forma de banir alguma “negatividade” antes de receberem as alianças. Um celebrante faz uma explanação sobre o casamento e em seguida o ritual das mãos e troca das alianças.

4. Cerimônia de luz

A Cerimônia de Luz ou também chamada das velas, é um ritual simbolizado por três velas, duas menores representando a família de cada noivo e a terceira maior representando a nova família que será formada. As mães dos noivos entregam a vela, previamente acesa e em um castiçal, para cada filho. O casal acende juntos a terceira vela, simbolizando que o casal se tornou uma só alma.

Espaço Mariah

5. Ritual do baú

Cada padrinho coloca uma mensagem de felicidade, alegria, positivismo ou conselhos aos noivos, dentro de um baú, que estará exposto e aberto no altar. O celebrante discursa algumas palavras sobre a união e depois da troca das alianças os noivos colocam seus votos, dentro do baú que é fechado. Esse baú servirá como um apoio, ao casal, para as horas difíceis. Sempre que o casal estiver passando por alguma dificuldade abrirá o baú e se apoiará nas mensagens que estão escritas. O baú neste caso, servirá como um amuleto e deve ser guardado para sempre.

Como podemos notar, existem muitos rituais diferentes, mas todos giram em torno do mesmo propósito, consagrar a sua união por meio de uma bênção especial.