Sensualidade e romantismo: a marca italiana Blumarine flerta com esses dois elementos, acreditando que podem co-existir em cada mulher que diz "sim, eu aceito", e essa dicotomia é o centro da proposta da coleção 2021, definida como uma temporada que destaca uma “sexualidade romântica” ou “romantismo sexy”.

Os looks são sofisticados e elaborados para valorizar a silhueta feminina com um apelo sedutor. Para a marca é marcada a profundidade do romantismo esconde um núcleo sensual, ou seja, um estilo complementa o outro. Na galeria de fotos vocês conhecerão uma coleção que aprecia a beleza em suas variadas formas, e ainda brinca com uma tonalidade "diferente" para as noivas, o rosa.

Tecidos

A coleção traz o cetim como carro-chefe da maioria dos vestidos. Com um leve brilho, o tecido transmite sofisticação e leveza em trajes elaborados para ressaltar as curvas da noiva, com fendas, drapeados e marcação na cintura. O tule e a renda também estão presentes para garantir fluidez e transparência em modelos diferenciados. Aplicações de bordados pontuais e vestidos lisos são uma ótima pedida para mulheres que gostam de misturar elegância com delicadeza. 

Cortes e decotes

O corte da saia do vestido predominante na nova coleção é a silhueta em A, que deixa a noiva com as pernas mais livres, causa o efeito esvoaçante e cria movimento. O estilo vem com o tecido plissado, com babados tanto na horizontal quanto na vertical, o que deixa o visual mais original e sensual por conta das ondas que acompanham o comprimento. Mas a proposta também apresenta o corte princesa e o evasê para aquelas que preferem uma saia mais aberta.

Já os decotes seguem o romantismo e a modernidade com o halter (em modelo frente-única), o decote coração, o tomara-que-caia e o ombro a ombro, em peças que remetem aos estilos boho chic e clássico. Mas são com os vestidos com decote em V e assimétrico que a marca transmite todo o glamour que deseja levar para 2021, um ano que promete muita paixão.

Laços

Três modelos ganharam laços para deixar os vestidos com ar poético e arrebatador. Os laços saem do universo infantil para um mais maduro e ainda delicado com a amarração sendo feita em um dos ombros como uma alça em um decote assimétrico, além de estar presente na cintura para marcar a silhueta em um vestido todo de renda e vem grande em outro vestido amarrado atrás remetendo a uma verdadeira princesa. 

Cor de rosa 

Dos 20 vestidos, cinco são cor de rosa! Isso mesmo, a cor quente é intermediária do magenta e do vermelho e chega na coleção em tons claros e um tom mais escuro e forte para marcar presença. Muitas mulheres, que não querem se casar de branco ou nude, têm essa opção de cor de vestido para o casamento civil ou em uma cerimônia que permita sair um pouco do protocolo tradicional com um traje diferente do branco. O romantismo prevalece no tom e combina com acessórios prateados.

Os cinco modelos são bem diferentes entre si. Há o de frente única mais tradicional, o estilo princesa com babados em toda a saia, o que aproveita o nome original da cor para arrematar com uma rosa na lateral da cintura, um tomara que caia em tom pink e o último com um leve estampado. 

Modelo em destaque

Um deles ganha destaque pela capa. Além do modelo ser estampado de rosa e branco de uma maneira bem leve e discreta, ainda chama a atenção pela capa ser da mesma estampa amarrada no pescoço, o que dispensa o véu e ainda pode ser retirada para a noiva se sentir mais à vontade durante a festa.

Todos os vestidos da coleção mostram as modelos com tiaras no cabelo para servir de referência e podem ser usados com ou sem véu. Vale sempre a recomendação de experimentar todo o conjunto, tendo em conta que os vestidos já carregam a dramaticidade de uma protagonista com atitude e são completos por si só.