Rafa Bernardo

Esta é a diversidade que une as pessoas e os rituais ultrapassam costumes e gerações. Este respeito às tradições é fundamental para uma convivência mais harmônica na vida a dois.

As cerimônias ao redor do mundo e de diversas religiões possuem um valor simbólico único, cheia de rituais e com uma beleza ímpar. Qual é sua religião? Vai casar seguindo que preceito? Separamos algumas cerimônias e rituais de diferentes tipos de crenças para você.

Cada um no seu cada um

Quando o noivo possui uma religião e a noiva é de outra, eles têm duas opções. Ou fazem o casamento seguindo apenas uma das religiões, ou então, realizam um casamento que não segue nenhum ritual específico. Para isto, uma boa dica é fazer uma grande festa para familiares e amigos, chamar um amigo bem íntimo do casal para falar algumas palavras bonitas e os noivos trocam alianças.

Casamento católico

É a cerimônia mais comum no Brasil. Os noivos devem escolher a igreja que querem realizar a cerimônia e separar alguns documentos que são necessários, como: cópia da certidão de batismo, carteira de identidade, certidão de habilitação retirada pelo cartório e certificado de frequência no curso de noivos. O catolicismo não aceita divórcio, portanto o casal deve ser solteiro ou viúvo. O padre celebra a cerimônia e então os noivos realizam uma festa em comemoração. No final da celebração, a noiva joga o buquê para as solteiras e quem pegar é a próxima a se casar.

Rugilo Casamentos

Casamento Judaico

Como já explicamos mais detalhadamente aqui, esta cerimônia acontece em uma tenda na presença de 10 testemunhas masculinas. O casamento não pode ser realizado aos sábados ou em outras datas religiosas. Para a festa, é montada uma mesa onde servem bebidas e comida após a benção do Rabino. Ainda durante a cerimônia, o vinho e os anéis são abençoados e o casal bebe uma taça deste vinho que depois é esmagada com o pé pelo noivo, enquanto os convidados desejam felicidades. A quebra do copo não é à toa, ela simboliza a anulação da vida passada dos noivos, fazendo com que o casal ingresse no casamento sem quaisquer sentimentos de culpa.

Outra tradição do casamento judaico, é que a noiva deve usar um véu durante a cerimônia.

Casamento Cigano

Nesta cerimônia, os elementos são os mesmos do noivado: dois punhais, lenço vermelho, vinho, pão, sal e uma taça de cristal. Cada elemento representa uma coisa. O vinho é para garantir que o casal seja feliz para sempre, o sal e o pão representam a união, taça de cristal é para que exista sempre harmonia entre o casal e por fim, o punhal representa a comunhão do sangue de ambos.

Casamento Budista

Este é um casamento bem liberal, pois na religião budista, esta cerimônia não é um dever religioso, e sim uma opção pessoal.

Os preparativos não são muito excêntricos e, após feita todas as formalidades do registro civil, o casal recebe uma benção dos monges no templo em que a cerimônia for realizada. A maioria das cerimônias é realizada em templos budistas espalhados pelo mundo.

Os templos têm como uma das principais características, ser um lugar aberto, bem arborizado e com muito contato com a natureza.

Os monges budistas não oficializam a cerimônia, eles fazem apenas o serviço religioso de abençoar os noivos.

Eliseu Fiuza Fotografia

Casamento Chinês

A noiva chinesa tem o costume de ter ao menos três vestidos para serem usados durante a festa. Existe o tradicional qipao ou cheongsam, que é o vestido vermelho, pois a cor simboliza sorte na cultura chinesa. Essa tradição  acontece também no Brasil hoje e faz parte das versões modernas dos casamentos chineses.

Casamento Japonês

Anos se passaram e a tradição japonesa permanece a mesma, inclusive a parte do casamento ser acertado entre famílias. Claro que esta tradição se aplica somente a alguns dos casamentos e somente em famílias extremamente tradicionais. A cerimônia é riquíssima e é extremamente organizada e profissional.

Na cultura japonesa, casar os filhos conforme a tradição significa cumprir um dever de pai e pode custar muito caro. É muito comum que as famílias economizem a vida inteira para casar seus filhos. Outro costume comum é que a cerimônia seja realizada em diversas religiões como budismo, xitoísmo, catolicismo e ritos filosóficos. Outro detalhe são os vestidos da noiva que, como no casamento chinês, chega a ser trocado até 4 vezes, refletindo na quantidade de fotografias, torando um dos maiores álbuns de casamento, com o triplo de fotos de outras culturas.

Casamento Ortodoxo

Pode ser realizado em português ou então na língua da descendência dos noivos. É uma cerimônia bem rígida que não permite alterações nas suas etapas, e é daí que vem o termo ortodoxo “conforme doutrina definida”.

A cerimônia é dividida em duas partes, a união do casal e coroação. Este casamento possui o altar igual ao da igreja católica.

Casamento Evangélico

Pode ser realizado na igreja ou em um espaço para festas. Os trajes são tradicionais, assim como a entrada dos noivos. A noiva entra com o pai pelo corredor direito e ao final, sai com o esposo pelo corredor esquerdo.

O pastor/ministro recebe o casal no altar e fala sobre a rotina do casamento, fazendo com que outros casais participem deste momento e que voltem os pensamentos a fim que todos participem do culto. Depois disso, são feitas as orações, votos dos noivos e troca de alianças.

Gostou de conhecer esses diferentes costumes no mundo dos casamentos? Se sim, mas ainda está com a curiosidade aguçada, fique atenta para a próxima matéria com ainda mais costumes desse mundo fascinante que une o amor de diferentes maneiras.