Cris Santoro

Um complemento que aporta muita originalidade e pode ser usado em diversos estilos de enlaces, combinando com a mais clássica decoração de igreja de casamento até com um enlace com ares campestres ao ar livre, sem nenhuma exceção. Não se restringe nem ao horário da cerimônia ou ao modelo do vestido de noiva, basta que escolha com critério e equilíbrio os demais acessórios. O que diferencia o seu uso é o estilo de voilette, uma vez que há tipos diferentes – os que cobrem metade do rosto, que cobrem apenas uma lateral ou o rosto inteiro –, por isso sempre é possível escolher o que tenha mais sintonia com o estilo da cerimônia e do seu look.

O penteado do casamento também precisa ser escolhido com cuidado para conseguir prendê-lo a ponto de não sair do lugar antes de chegar ao altar. Hoje, contamos tudinho sobre esse detalhe charmoso, que pode fazer toda a diferença quando usado da forma correta. 

Reluah Atelier

Como quer usar seu cabelo?

A primeira pergunta que deve se fazer antes de optar pelo voilette é como você deseja usar o cabelo – solto, preso ou semi-preso? É isso que irá direcioná-la para a escolha do melhor estilo de voilette e não comprometer o visual. Normalmente, o penteado preso de casamento é o que melhor se adapta para fixar o voilette, mas nada impede que seja usado com um semi-preso ou solto, que pode estar preso junto com uma presilha apropriada ou um pente.

Cerimônias diurnas

Eventos diurnos pedem materiais leves e delicados para o look, sem excesso de brilho e mais discretos. É possível usá-lo “sequinho” ou sem complementos, apenas preso ao cabelo, prender um pequeno laço, um detalhe de organza ou um chapéu clássico estilo casquete. Procure peças delicadas, principalmente quando a ideia é ter uma decoração de casamento rústico no campo ou na praia, ambientes onde é preferível um modelo leve, que possa ser fixado em uma flor natural ou uma presilha de madrepérola.

Estúdio Maria

Cerimônias noturnas

A noite permite que você use e abuse de elementos com brilho e o seu voilette ficará incrível com pontos de brilho, com um arranjo com plumas tipo fascinator ou preso em uma tiara com brilhantes. Pesquise, experimente e faça o teste do modelo de penteado do casamento que optou junto com o acessório, assim terá certeza do comprimento e estilo do voilette.  A noite também possibilita acessórios maiores e mais extravagantes, mas todos os complementos necessitam estar alinhados com as demais peças para trazer harmonia em todo o visual. 

Cris Santoro

De acordo com seu look

Sempre há o modelo de voilette que seja mais apropriado ao tecido do seu look e ao modelo, seja um vestido de noiva princesa, evasê, um discreto tubinho ou um vestido de noiva tomara que caia, certamente, achará o ideal para trazer mais elegância ao traje. Até no inverno você pode adaptá-lo, mesmo em um vestido com mangas compridas ele pode dar um toque especial e diferente. 

Junto com véu

Embora a maioria dos profissionais prefiram que se escolha apenas um dos dois acessórios, moda é muito pessoal, e cada noiva pode optar por usar o que a faz sentir-se melhor e mais segura. Nada impede de achar uma alternativa que te permita usar os dois juntos, e que deixem todo o visual em concordância.

Todos os detalhes que possam incrementar sua aparência merecem ser provados com o traje e até com o sapato de noiva para ter uma ideia se é a melhor escolha. Assim, os brincos, pulseira, colar e até o buquê de flores devem ser testados em conjunto, para garantir que são os ornamentos certos e que expressam sua personalidade. E você, se anima a ousar e colocar esse complemento bem original e muito sensual no seu look noiva?