Associada à feminilidade e romantismo, o rosa nunca sai de moda, especialmente quando o assunto são os vestidos de festa. A cor remete à pureza, à beleza e à ternura, sendo ótima escolha para uma ocasião que cultua a doçura da vida a dois. Assim, costuma estar presente também na decoração de casamento em seus múltiplos tons. Seu uso nas mulheres que foram convidadas para a cerimônia deve observar o tom de pele e formas de combinar acessórios para um look encantador dos pés à cabeça. 

E que fique claro: não há contraindicações para usar o rosa. Mas para se ter um efeito mais impactante, algumas dicas podem ser seguidas para uma produção de sucesso. Vamos a elas. 

Pele negra e morena

O princípio é simples: buscar dar contraste para que o vestido não cause a sensação de abatimento, algo que tende a acontecer nas tonalidades médias do rosa. Por isso, tons claros e de fundo quente costumam ser melhores quanto mais escura for a pele.

Os com fundo frio não salientam tanto a beleza negra, mesmo na suntuosidade dos vestidos longos de festa. Potente, o rosa pink vibra de jeito mais especial sobre as mulheres com pele negra retinta, e a cantora Iza é prova disto. 

Pele clara 

Quanto mais branca for a mulher, mais aconselhável é o uso de cores como o rosa chiclete. Isto porque a pele pálida costuma ter um fundo rosado que precisa ser neutralizado. Uma certa dose azulada cumpre bem este papel.

Quem possui cor mais amarelada pode se aventurar mais na cartela puxada para o laranja. Aqui, novamente as opções vibrantes são bem-vindas. 

Estampados 

Temas florais são um clássico dos trajes femininos e muitos deles usam o rosa. Nisto, ele pode aparecer como a cor dominante mas não como a única da roupa. Entre as combinações sugeridas, está a dupla azul bebê e rosa bebê.

Sendo complementares um ao outro, este é o tipo de roupa que veste bem qualquer mulher, independentemente do tipo de pele. Experimente também outras temáticas com a cor, ainda que esteja pretendendo ir com um vestido de festa curto.       

Consulta à noiva

Tons claros demais próximos ao branco têm sido cada vez mais usados pelas noivas. Então, antes de se decidir por um rosé é importante averiguar com a protagonista da festa se o vestido dela não será nesse tom, ainda que parcialmente. Afinal, como todos sabemos, a pior falha ao ser convidada para um casamento é vestir a mesma tonalidade que a noiva, sendo a mais grave das gafes.

Acessórios

Sendo o rosa uma cor tão versátil, existe uma vasta gama de possibilidades no quesito combinações. Acessórios, faixas e sapatos podem vir em cores complementares a ele, como o verde e o azul, ou em combinações mais clássicas como o prateado e o dourado.

Mesmo o preto e o cinza escuro são ótimas opções, com algumas restrições, sobretudo às madrinhas. Como o preto remete a luto, é preferível que seja usado de forma homeopática. Usá-lo nos brincos, colares e pulseiras pode não acarretar drama, mas no calçado pode ser informação demais. O tom sobre tom também sempre é uma alternativa para os modelos de vestidos de festa rosa.    

Maquiagem 

Erro comum de quem escolhe um vestido de cor é requer fazer toda a maquiagem na mesma paleta. Fuja dessa cilada. O look acaba monótono e até um pouco demodé. Tons marrons ou de cores complementares ao rosa são os mais certeiros.  

Em linhas gerais, o importante é estar atenta à cartela de cores mais favorável a cada mulher. Porque nem sempre optar pela sua cor favorita na hora de escolher entre os vestidos de festa reproduz o melhor resultado. Contexto e forma como será usada são igualmente importantes, e ouvir uma opinião profissional pode ser tão fundamental para escolher entre os penteados para casamento quanto para o tom de traje que melhor se adequa a você.