Tiago Silva Fotografia
Tiago Silva Fotografia

Todos nós sabemos que as crianças acompanhando a entrada da noiva são um charme, já que transbordam fofura e energia, emocionam a todos e sempre trazem aquele momento de “Ahhhhh” durante a cerimônia. Embora os olhos se voltem para os(as) protagonistas, ou seja, para o casal, o cortejo das crianças sempre é uma bela surpresa, e muitas vezes surge a dúvida de qual o número ideal de pajens e daminhas para a  cerimônia.

Com missões tão importantes, é necessário se preparar para qualquer eventualidade, por isso, devem programar ensaios para que se acostumem e contar com a ajuda de algum adulto para orientá-los. O pequeno casal pode assumir diversas funções durante a celebração, e entre o tradicional e o inovador te daremos algumas idéias para deixar a celebração ainda mais bonita.

May Rabello Fotografia
May Rabello Fotografia

Critérios para escolher

Há casais que têm uma lista enorme de crianças (afilhados, sobrinhos, filhos de amigos, priminhos e etc) e não conseguem decidir quantas e quais serão os escolhidos. E existem aqueles que preferem apenas um casalzinho. Para ambos casos, o mais importante é pensar na afinidade (e intimidade) com os escolhidos, no tamanho da igreja e número de padrinhos.

Eventus Casamento - Assessoria
Eventus Casamento - Assessoria

Tamanho do local da cerimônia

Um ponto importante para decidir o número é o tamanho do espaço que será realizado o enlace. Um altar menor com muitas pessoas pode comprometer o ambiente e tirar o foco principal que são os noivos, um altar grande  com poucas pessoas pode dar a sensação de incompleto, assim o ideal é achar o equilíbrio para formar um cenário perfeito. Lembrando que crianças se distraem facilmente e que às vezes pode dificultar a concentração e o desempenho de suas importantes missões. Pensar em quais atividades cada criança terá é uma ótima estratégia para definir ainda melhor o número.

  • Não se trata de uma regra, mas o protocolo clássico tradicional diz que caso a cerimônia seja em uma capela ou em um espaço reduzido, o ideal é um ou dois pares;
  • Se o espaço for maior, pode-se optar por ter até quatro casais;
  • Em tempos de cerimônias mais íntimas, pela pandemia, 1 ou 2 crianças é suficiente para os enlaces, e para cerimônias um pouco maiores, 4 crianças é um número bem recomedável, entrando em par 

Poema de Papel
Poema de Papel

Defina a função de cada criança

O protocolo tradicional de cerimônias conta com:

  • Daminhas jogando pétalas pelo caminho até o altar antes da entrada da noiva
  • Crianças para levar as alianças, que pode ser uma daminha e um pajem

Para os casais que querem sair do clássico, ousar na hora de decidir a função dos pequenos é um ótimo detalhe para deixar a cerimônia ainda mais bucólica e encantadora. Além de ser uma opção para as famílias numerosas que desejam muitas crianças para alegrar a entrada dos noivos, seja com um traje original ou carregando peças lúdicas deixam a cena completa.

Marcos Adriano Fotografia
Marcos Adriano Fotografia

Elementos divertidos

  • As plaquinhas com frases românticas ou desenhos inusitados estão em alta para tornar o momento ainda mais divertido. Pensar em frases engraçadas como: “Tio, sua garota vem aí”, “Segurança de alianças”, “Preparem seus corações, aí vem a noiva” pode ser incrível; 
  • Buquês de doce ao invés de buquê de flores é um ótimo atrativo para a criança. Não podemos esquecer que a função do pequeno casal também deve ser interessante para poder prender a atenção da criança e facilitar a missão
  • Uma opção muito bacana é que seu pet leve suas alianças, ou os pajens e daminhas acompanhem o pet até o altar. Com certeza, será uma escolha de tirar o fôlego dos convidados. Mas, nesse caso, é interessante definir se o pet ficará no altar ou se será levado para um ambiente mais reservado após a sua entrada. Muitos pet, assim como as crianças, podem se assustar com tantas pessoas direcionando atenção direta a eles e podem ficar estressados com o barulho e o movimento do evento
  • Acessórios deixam a cena sempre mais encantadora, como carrinhos de madeira, bolinhas de sabão, balões que combinem com a paleta do décor, bonecas de pano, plaquinhas corações etc. Apostar em acessórios e criar mais funções pode ser uma ótima estratégia para os noivos que não conseguem reduzir o números de crianças que desejam como pajens e daminhas

Leandro Frin Fotografias
Leandro Frin Fotografias

Qual a idade adequada dos pequenos?

A maioria dos noivos desejam inovar e preferem ideias diferentes para fazer do seu dia o mais especial e criativo possível. Antes se dizia que era muito complicado para uma criança com menos de três anos conseguir caminhar até o altar. Porém, atualmente, essa questão já não é mais um problema. Levar os bebês dentro de um carrinho é uma explosão de fofura. Mas, quem levará o carrinho? Outra criança, ousado e charmoso, não? Você vai encontrar no mercado muitos modelos e estilos de carinhos, desde os mais rústicos ao mais moderno. E falando em modernidade, também existem carrinhos motorizados que podem ser controlados pelo próprio noivo. Nada impede de fazer um mix de ternura!

Recanto Yeshua
Recanto Yeshua

Ousando na criatividade de funções ou optando pelo clássico é sempre bom ter em mente o número de pimpolhos que irão participar, para ensaiar e poderem se preparar para possíveis imprevistos, especialmente se quiserem incluir uma coreografia ou trajes mais elaborados. Cheias de carisma e espontaneidade, esses "ser humaninhos" com vontade própria – muitas vezes imprevisíveis – nunca vão deixar de fazer o que mais gostam: serem crianças.