Vi pela Internet que, timidamente, algumas noivas brasileiras se inspiraram no casamento real de Kate e William e afrouxaram a tradição, permitindo que todas as suas madrinhas usassem branco no altar. Para casamentos na praia, isso pode se tornar até uma regra geral, pedir para que todos os convidados usem branco como símbolo de paz.

 

 

Se tomarmos de verdade o modelo da noiva Kate e sua madrinha e irmã, Pippa, como exemplo, se nota claramente quem é a noiva e quem é madrinha. O vestido de Kate é infinitamente mais suntuoso, trabalhado, enfim, digno de uma princesa real. O de sua irmã é lindo, simples e a coloca dignamente no posto de madrinha e braço direito, sendo descomplicado para que ela circule ajudando a noiva e suas caudas e véus.

Na Inglaterra, as únicas pessoas que podem usar branco são as madrinhas. As convidadas, não. No Brasil é o contrário, diz a etiqueta que convidadas podem usar branco, marfim, nude. Mas as madrinhas deviam optar por outra cor. No entanto, aqui, as noivas escolhem e sugerem como suas madrinhas podem ir vestidas.

 

 

Pedir às madrinhas que vistam um modelito branco simples no altar seria como pedir que se padronizem em qualquer outra cor. Roubar a cena da noiva requer muito, mas muito esforço, não acredito que seja assim tão fácil. A noiva é aquela beldade de véu, grinalda e vestido trabalhado. Por isso, bom senso mesmo é a madrinha que se veste de forma elegante e dentro da sua “função”, independente da cor do vestido.

Vocês acreditam realmente que o branco em madrinhas e convidadas é de mau gosto? Contem para a gente o que acham desta moda, se ela pode de fato chegar ao Brasil!

 

 

*A imagem da princesa Kate e sua irmã foi retirada da web The Duke and Duchess of Cambridge.