Além de ser um momento romântico, a lua de mel pode ser usada também para casais que sempre tiveram o sonho de conhecer um lugar e nunca tinham tido a oportunidade. Para muitos, a melhor maneira de descansar após os meses de planejamento, elaboração da decoração de casamento, decisões com fornecdores e emoções à flor da pele é explorando um novo país e conhecendo uma cultura até então "anônima". Se você se encaixam neste perfil e ainda não visitaram a Terra do Sol Nascente, que tal aproveitar a primeira viagem de casados para  ir ao Japão? Esse pode ser o destino ideal.

Com certeza irão se surpreender com todos a riqueza cultural, costumes e com a beleza natural e urbana que esse destino reserva. Se estão cogitando este país, confiram as dicas que não podem perder, afinal, trata-se de um lugar que funciona muito diferente do que estamos acostumados.

Para chegar lá

Antes de mais nada é importante lembrar que brasileiros precisam de visto de entrada e turismo. Por isso esse destino pede um pouco de antecedência para organizarem a viagem, podem começar o processo do visto com pelo menos 6 meses.

Para a obtenção, é preciso ter reservas das passagens de ida e volta, e elas também merecem uma atenção especial: por se trata de um local tão distante do Brasil, as horas de viagem são intensas e o valor pode ser um pouco acima de outras viagens internacionais, como para a Europa, por exemplo. Aqui a antecedência também será sua aliada, da mesma forma como se dedicaram para encontrar as lembrancinhas de casamento baratas, com muita pesquisa, o mesmo vale para as passagens, e o recomendável é que comecem a buscar o quanto antes, e talvez até tenham tempo suficiente para encontrar uma promoção inesperada!

Outra atenção é com o tempo de duração da viagem, são cerca de 30 horas, sempre com uma ou mais conexões, que podem alongar ainda mais a viagem. Muitos aconselham a fazer uma parada de uma noite em alguma das conexões para que a viagem seja menos cansativa. Por isso, quando prepararem as malas, lembrem-se também de escolher roupas e sapatos confortáveis para os longos voos que vêm pela frente.

Começando por... Tóquio

Uma coisa é certa: no Japão não irão faltar atrações e cidades que valem a visita. Será mais difícil decidir para onde ir! Mas vamos ajudá-los. Em um roteiro mais simples, não deixem de conhecer pelo menos quatro cidades: Tokyo, Kyoto, Nara e Kanazava. E se tiverem mais tempo, se lancem para conhecer todos os detinos que possam nesse país maravilhoso.

Provavelmente vocês irão chegar em Tóquio e esse acaba sendo o primeiro destino. A capital reúne tantos atrativos que é difícil escolher o que fazer, podem separar alguns dias, pelo menos 5, para poderem conhecer tudo o que ela pode oferecer. Sim, é uma metrópole super populosa, mas não espera o caos de outras capitais, porque ali tudo é incrivelmente organizado, até mesmo as multidões de pessoas.

Imperdíveis

O contraste do moderno com o tradicional é uma grande marca do Japão, e se quer conhecer arquitetura que não foi rendida aos mega modernos prédios, devem conhecer o coração da cidade, Golden Gai.

  • Conheçam o mercado de rua Tsukiji
  • Não deixem de visitar o santuário Meiji Jingu
  • Reservem um dia para passeio no parque Ueno, com um dos templos mais visitados do país, e um dos locais para testemunhar o espéculo das "cerejeiras em flor", ali acontece uma das festas mais bonitas para celebrar o florescer das cerejeiras (o calendário das cherry blossons ocorre do final de março ao final de abril, na primavera, e varia de cidade para cidade, por isso é preciso checar antes de ir)

Kyoto

Se Tóquio é o centro financeiro do país, Kyoto pode ser considerada a capital da essência da cultura japonesa. Uma diversidade de templos, dos budistas aos xenoístas se espalham e enfeitam cada esquina. As construções tradicionais também transformam o visual urbano da cidade em algo agradável e encantador. Visitem as casas de chás tradicionais da região e podem até incluir aulas e sessões de meditação zen. Incluam no roteiro a visita ao bairro com a vila imperial Katsura Riky, e podem se hospedar em ryokans, a hospedaria típica japonesa, com colchões de tufom.

Nara

De Kyoto vocês podem partir para Nara, que fica a penas 40 minutos de trem, e com certeza é uma visita que irá render muitos suspiros. Ali encontrarão diversos templos com paisagens naturais ao fundo, florestas e mais surpresas. O principal local é o Templo Todaiji, onde está a maior escultura de um Buda no Japão, o Buda Vairocana, que tem mais de 14 metros de altura, sentado em flor de lótus.  

E a aventura não para por aí. Quando menos esperarem irão se deparar com diversos cervos, já bem acostumados ao contato humano, em busca de petiscos e, quem sabe, algum carinho. Eles são inofensivos, mas tenham cuidado na primeira aproximação. No mais... irão adorar a fofura desses animaizinhos!

Kanazava

A famosa cidade com o bairro das gueixas é muito charmosa e perfeita para passeios românticos e troca de frases curtas de amor entre os recém-casados. As vielas são a típica imagem do que temos do Japão tradicional e antigo, casas baixas com seu característicos telhados detalhados e vielas que formam um organizado labirinto no centro da cidade. Além disso, Kanazava é considerada o melhor destino para apreciar a gastronomia japonesa, reservem dias para provar as delícias gastronômicas como o ramen.

Experiências inesquecíveis a dois: os onsen

Visitar um país não significa apenas pisar ali e tirar algumas fotos, e se vão viver essa primeira viagem de casados(as), o melhor conselho é viver experiências locais, que não encontrariam em outros lugares, o que os fará entender melhor a forma de pensar dos nativos daquele país, vivenciando sua cultura com respeito.

Alguns hotéis oferecem uma experiência completa, com spa, refeições traidicionais e até um "gueixa" própria, que os ajuda a seguir os passos das tradições à risca. Além disso, uma programa ideal para casais apaixonados são os banhos em onsen (águas termais), algo que os japoneses adoram. Historicamente os onsen eram considerados locais sagrados e com poderes de cura, hoje ainda se acredita que podem sanar algumas enfermidades, mas são mais encarados como locais para estar em paz com a mente e o corpo.

Nem tudo com... "peixe cru"!

O que muitos se enganam ao pensar na viagem para este outro lado do mundo é a experiência gastronômica que vão ter, almoços e jantares regados a sushi e sashimi. Sim, esse é o tipo de comida que conhecemos como japonesa mas, na verdade, além de originais sushis e sashimis serem muito diferente do que experimentamos, eles possuem muitas outras opções de comida. Preparem-se para ter o arroz incluído em praticamente todas as refeições e também por preços bastante elevado para peixe fresco. Mas não deixem de experimentar o omoraissu (arroz com ovo e molho demiglace), nikuman (bolinho chinês com recheio do que você quiser) e takoyaki (bolinhos de polvo).

Prontos para conhecerem esse país de cultura única, com tradições milenares e paisagens incríveis? Então aproveitem todo o evento, da primeira música para festa de casamento até o momento do corte do bolo de casamento sem o ressentimento que o dia acaba, porque uma grande viagem espera por vocês, principalmente se escolheram Japão como país para a sua lua de mel.