William Figsant Photography
William Figsant Photography

Ainda que seja uma prazerosa etapa, a escolha do destino de lua de mel pode dar tanto trabalho quanto a escolha da decoração de casamento e a busca pelo tipo ideal de lembrancinha que vão oferecer. Isso porque chegar a um resultado agradável para ambas as partes do casal pode ser complicado, além de ser um processo de decisão que requer paciência.

Vocês têm muito em comum, e estão em uma fase apaixonada onde querem viver juntos novas aventuras, mas nem todos os casais possuem uma imediata compatibilidade para os tipos de viagem que gostam de fazer, e pode não ser tão simples escolher um destino que agrade a todos. Se já estão prestes a enviar os convites de casamento, é a hora de chegarem a um acordo sobre onde irão aproveitar os primeiros dias como de casados, e nós vamos ajudá-los a tornar essa seleção um pouco mais simples.

Ivon Rondoni Fotografia
Ivon Rondoni Fotografia

1. Quanto podem investir?

Nem sempre é de comum acordo o valor que um e que outro quer destinar para essa viagem. Antes de cogitarem destinos, conversem e saibam quanto cada um poderá gastar em um incrível itinerário. Não se esqueçam de que provavelmente terão que investir consideráveis quantias na origanização do seu enlace, passando pelo modelo de vestido de noiva ou mesmo com o fornecedor que irá elaborar o bolo decorado para casamento exatamente como imaginavam. Então, antes de mais nada, vejam o quanto das suas economias pode ser destinado à viagem, com um orçamento limite para saberem quais destinos estão em jogo.

2. Preferem frio ou calor?

Com um orçamento definido, é a hora de começarem a colocar filtros nas buscas, e o primeiro dele é saber qual o tipo de clima preferem para viver a sua lua de mel. Nem sempre aquele clima preferido de alguém é o que ele(a) desejaria para uma viagem tão romântica. Pode ser que seu par, ainda que adore o verão e o calor, ao imaginar os emocionantes primeiros dias de casados, pense no frio como clima mais romântico para trocar as frases curtas de amor, ou o contrário, que prefira ir para um local mais quente. 

Andressa Dionisio
Andressa Dionisio

3. Qual é o período de férias e licenças?

É comum marcar a viagem para alguns dias depois de dizerem o "sim", mas muito casais também podem marcá-las para alguns meses depois, e não há nenhum problema nisso. Mas, para que possam começar a organizar a viagem, é preciso saber se os dois terão férias após o casamento ou se vão deixar para acumular mais dias para aproveitar plenamente esse momento. Veja com o seu par quando ele(a) pretende viajar, assim podem pensar em outros quesitos como estação do ano que preferem.

4. Por quanto tempo pode viajar?

Para poderem aproveitar um destino pode oferecer, é preciso antes definir quanto tempo os dois podem e estão dispostos a dedicar à viagem. De nada adianta marcar para ir ao outro lado do mundo para depois descobrir que não terão tempo suficiente para aproveitar como deveriam o destino escolhido.

A2 Viagens e Turismo
A2 Viagens e Turismo

5. Aventura ou relaxamento?

Muitos casais possuem hobbies em comum e aproveitam as viagens para colocá-los em prática. Vocês possuem um esporte que costumam praticar juntos? E já sabem se vão fazer dessa romântica lua de mel uma oportunidade para praticá-lo? Essa pode ser uma boa opção, especialmente se forem a lugares onde possam fazer trilhas pelas montanhas, por exemplo. Mas também pode preferir dessa vez apenas um bom descanso na companhia do outro, vivendo momentos de puro relaxamento.

6. Querem natureza ou cidade?

Para alguns a melhor maneira de relaxar e repor as energias depois da árdua tarefa de organizar um casamento é aproveitar o que a natureza tem a oferecer, fugindo do barulho das grandes cidades, e evitando locais industriais. Para outros, uma cidade cheia de atrativos e programas culturais é o essencial para se desconectarem e se preparem para a rotina da volta. Já sabem o que um e outro prefere? 

Casa do Fotografo
Casa do Fotografo

7. Destino nacional ou internacional?

E, sabendo quanto tempo poderão aproveitar, é a hora de definir se vão decidir por destinos nacionais ou internacionais. Já sabem se podem se dar o luxo de gastar um dia todo até chegar no lugar, ou se cada hora de voo é um desperdício. Com isso limitam ainda mais as escolhas. O Brasil tem destinos marcantes e maravilhosos, mas há outros países que também têm muito a oferecer. 

Mas não pensem apenas em questões logísticas para a chegada. É preciso avaliar muitos quesitos antes de decidir o local. Pensem qual parte do mundo têm curiosidade de conhecer, Europa, Ásia, América do Norte etc, pesquisem sobre o tipo de moeda do lugar e a sua cotação, os idiomas falados e, claro, se querem ir de forma autônoma ou contar com uma agência para organizar um pacote.

TravelMed Turismo
TravelMed Turismo

8. Que tal um roteiro eclético?

Mesmo depois de definirem todos esses desejos entre os dois, nem sempre conseguem encontrar um ponto em comum e um destino que agrade a ambos. E nesses casos, podem pensar em organizar um roteiro de lua de mel mais eclético, que inclua um pouco do que agrade a cada um, sabendo que os dois estarão satisfeitos. Um local que tenha praia e montanha, metade da lua de mel em uma cidade e a outra metade em outra. Tudo é possível se houver planejamento.

9. Seria a hora de ceder?

Mas se não for possível criar um roteiro exatamente com os gostos pessoais de um e outro, é imprescindível saber quando e como ceder. Devem pensar que essa viagem será para os dois e ambos devem ceder para aproveitarem sem conflitos esse primeiro momento de recém-casados. E mais: outras viagens virão, então saibam que ceder agora não significa desistir do destino dos sonhos. Vocês têm muitas aventuras pela frente.

Fornecedor dos Sonhos Turismo
Fornecedor dos Sonhos Turismo

Essa trajetória até o altar têm muitas decisões pelo caminho, desde as mais "simples", como a escolha do bolo de casamento até as mais complexas, que envolvem mais investimento, como essa escolha do destino da viagem. Mas tenham sempre em mente que essa fase não pode ser marcada por conflito. Devem lembrar que a base de um casamento é construída não só na confiança, mas na sabedoria de saber fazer escolhas que agrade aos dois, e isso vale para a lua de mel também.