Saltar para o conteúdo principal
Casamentos

Lava-pés no casamento: entenda esse ritual simbólico para incluir na sua cerimônia

A cerimônia de casamento já é um ritual de passagem, e os casais também podem escolher outros ritos e tradições para viver seu dia com mais significado. Vejam como incorporar o exemplo de Cristo ao enlace, com um ritual belo e repleto de simbolismo.

Cerimônia de lavar os pés

Cerimônia de lavar os pés

Já ouviu falar na cerimônia de lava-pés no casamento? Este ritual é uma tradição que, pouco a pouco, vem sendo incorporada aos enlaces cristãos modernos pelo significado que possui. O gesto não é nenhuma novidade do ponto de vista histórico: remete a uma tradição da Antiguidade, onde o ato de lavar os pés ganha um simbolismo de respeito e admiração. O costume é citado na Bíblia Cristã ainda no Antigo Testamento, como em Gênesis e em Samuel, mas é graças ao Evangelho de João, que integra o Novo Testamento, que o ritual sobrevive até hoje, assumindo uma simbologia nova, maior e nobre. Com uma jarra de água, uma bacia e uma toalha é possível reproduzir esse ritual na cerimônia, e ele é visto como uma demonstração de humildade, amor ao próximo e de satisfação em servir, o que leva muitos corações apaixonados e fiéis resolvam incluir esse rito no casamento. 

O que significa lavar os pés do seu amor?

Como fazer o lava-pés no casamento?

Contexto histórico e religioso da cerimônia do lava-pés

Lava-pés no Evangelho de São João

Quinta-feira Santa: quando o ritual é relembrado

Cerimônia do lava-pés

O que significa lavar os pés do seu amor? 

No contexto nupcial, lavar os pés do parceiro ou da parceira representa humildade, vontade de honrar um ao outro, e disposição de servir e de cuidar. Esses são valores cristãos, e que são ideais para a vida como casal. É ainda uma forma de demonstrar a pureza de suas intenções e de seus sentimentos. É a conquista da purificação divina através do ato de cumplicidade do par que diz "sim". 

Cerimônia do lava-pés

Como fazer o lava-pés?

Para reproduzir a tradição na cerimônia de casamento, o casal deve fazer o lava-pés entre si, com o auxílio de uma bacia com água e de uma toalha. O melhor momento para ser realizado na cerimônia deve ser debatido com o padre ou pastor, os celebrantes irão ajuda a decidir o melhor momento para lavar os pés do seu par (e de todos os familiares que desejam que façam parte do rito). 

Cerimônia do lava-pés no casamento

Ainda que o simbolismo maior seja o lava-pés realizado entre o casal, há quem expanda a ação aos pais e sogros, como forma de homenagear os progenitores, e até aos padrinhos e madrinhas que ali testemunharam perante Deus o compromisso firmado pelo casal.

Júnior & Priscilla

Contexto histórico e religioso do lava-pés

Nos tempos antigos o anfitrião, para expressar sua hospitalidade e cordialidade, concedia ao convidado ou hóspede um servo com uma bacia com água, o qual lhe devia fazer a lavagem dos pés. Este hábito foi diversas vezes retratado por pintores ao longo dos séculos. Mas foi na disposição de Jesus Cristo em fazê-lo em seus discípulos em suas últimas horas de vida que tal cuidado ganhou novo sentido, muito mais profundo. 

Cerimônia do lava-pés no casamento

O lava-pés no Evangelho de São João

Ao lavar os pés dos seus apóstolos, Jesus inverte a lógica e põe abaixo a relação de hierarquia que impede que os homens se vejam como iguais: criaturas dignas de amar e de serem amadas. Como o lava-pés era feito por um escravo, servo ou discípulo dedicado ao seu mestre, Jesus surpreende a todos. Ali, o mestre se coloca na condição de servo, em uma bela lição de humildade. Através desse ato, ele demonstra a importância de cuidar uns aos outros.

Em seu evangelho, João narra a passagem: “Depois de lhes ter lavado os pés, pôs o manto, reclinou-se e lhes disse: ‘Entendeis o que vos fiz? Vós me chamais mestre e senhor, e dizeis bem. Portanto, se eu, que sou mestre e senhor, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. Eu vos dei o exemplo, para que façais o que eu fiz”. A moral da história é clara e poderosa.

Márcia Adami Cerimonial

Quinta-feira Santa: quando o ritual é relembrada

Cristo expressou nesta passagem que a missão de todo cristão é a de servir e a de zelar pelo próximo, como exercício de amor e de desprendimento do ego. Tal disposição e seu simbolismo são sempre lembrados e repetidos na Igreja na Quinta-Feira Santa, conhecida por ser o dia que foi realizada a Última Ceia. É uma forma de refazer os passos de Jesus e lembrar da força de suas palavras e ações. Mas o impacto do simbolismo do lava-pés é tamanho que ele vem sendo incorporado ao andamento do casamento. É justo, ao ser ele uma celebração pautada no amor.

Cerimônia do lava-pés no casamento

Aos cristãos, o casamento com cerimônia de lava-pés é também a oportunidade de reafirmar de maneira mais enfática e profunda a sua fé e conexão com Deus. Afinal, o matrimônio integra os sacramentos e não deve ser encarado de forma leviana. Lembrar dos sacrifícios e ensinamentos de Cristo replicando o seu exemplo é uma maneira de reforçar laços, incluindo os propostos pelas tradições. Em resumo, a tradição do lava-pés em um casamento é sobre se doar.