Seguimos ao seu lado nesse momento. Consulte o nosso Centro de Ajuda.
Casamentos

Casamento e família: 3 coisas para saber do entorno do outro antes de se casarem

Por mais que já saibam que ele ou ela é a pessoa perfeita para você, o amor da sua vida, lembrem-se de que eles não vieram ao mundo sozinhos. Por isso, conhecer bem a família do seu par é indispensável para não haver surpresas depois de casar-se.

Programar o casamento é um momento especial e será inesquecível. Mas não pensem que essa etapa só abarca escolhas relacionadas ao evento, como decidir sobre os trajes e o estilo da decoração ou a igreja. É também um momento para entender que você passará a fazer parte de uma família maior, com costumes próprios. Engana-se quem acha que “família é tudo igual, só muda de endereço” ou que a frase "casei com você e não com a sua família" pode ser aplicada. Afinal, tudo depende da relação que o seu par tem a família, e é preciso ter a mente aberta para compreender esse relacionamento.                            

Cada família é um mundo único, por isso antes de se casar recomendamos conhecer os gostos, as manias e até tradições da família do seu par e da sua própria. É importante que consigam manter um bom relacionamento com a nova família para manterem uma convivência pacífica e agradável. Se quer evitar discussões desnecessárias e futuras confusões, te mostramos itens que são fundamentais conhecer (e respeitar!) antes de se casarem.

1. O relacionamento que seu par tem com os pais

Casamento e família são palavras intimimamente conectadas. Saber que tipo de relacionamento o(a) noivo(a) mantém com os pais é essencial para entender como serão as dinâmicas em que você será incluído(a) depois do "sim". Saber se costuma vê-los ou se falam diariamente, que tipo de convivência eles mantêm, se são abertos sobre todos os temas ou se existem pontos mais delicados.

Se souberem como funciona a dinâmica de convivência deles poderá entender, por exemplo, o almoço na casa da mãe semanalmente ou se os primeiros domingos de cada mês vocês forem convidados a cozinhar para os sogros. Ao ter consciência de como ele(a) é com a família, você poderá entrar no mundo deles e conversar sobre mudanças possíveis para os costumes que não agradam tanto. Possível equilibrar e encontrar alternativas satisfatórias para manter o relacionamento saudável, basta ter boa vontade e saber lidar com a situação.

2. Seus costumes e tradições

Cada família é um universo particular e existem costumes que são mantidos por anos e passados de geração para geração. E isso também pode englobar as religiões de cada um, que podem influenciar muito na maneira em que enxergam o mundo e se relacionam com o genro ou a nora. Provavelmente a sua família também tenha alguns costumes e você nem perceba. Muitas famílias seguem seus credos intensamente, em outras os pais da noiva querem passar mais tempo com o noivo, por exemplo, e outras podem ter tradições até para o próprio dia C.

Você conseguiria aderir a essas tradições em nome da sua felicidade e da felicidade do seu amor? É importante saber como são e conseguir conversar com a família caso queira seguir por outro caminho. 

3. Família conservadora ou família liberal?

Outra informação importante para vocês não ficarem numa tremenda saia justa e nem ofender, sem querer, algum familiar. Existem famílias que mantêm certos hábitos à moda antiga e, por mais que o mundo se modernize, não conseguem mudar, ou não querem. E isso pode influenciar desde as situações mais simples durante a organização do dia C até o dia a dia do casal depois do "sim".

E entender qual é a visão de mundo da família é importante não apenas para os detalhes do enlace. Vocês podem pensar em ter filhos, e é sempre bom saber e compreender como a família lidará com isso. Existe uma expectativa para serem avós? Como o seu par se coloca diante da mentalidade dos seus pais? É uma família convervadora ou uma família liberal? Por mais que seja o casamento de vocês, o "sim" significa abrir as portas para outra famlía, e determinadas decisões afetam a todos. É preciso saber com antecedência e preparar o terreno para que as famílias estejam a par das suas escolhas.

Se querem facilitar a sua vida de casal, não deixem para conhecer profundamente a família da sua outra metade somente após o casamento. Tudo depende da relação que cada um já tem com seus familiares, e quanto mais transparência, melhor. 

Outros artigos que podem te interessar