Caixa's Artes

 

Ver todo o trabalho que a Rúbia teve dá até um sentimento de orgulho! Parabéns, menina! Nada como bolar um projeto e ir atrás porque, como ela mesma diz, “é o meu casamento e vale a pena”! Olha só qual foi o plano desta noivinha: ela orçou vários convites de papel e viu que, até o mais simples, saía por um preço alto.

Passeando por uma loja de artesanato, Rúbia decidiu fazer ela mesma os seus convites de casamento. Comprou caixinhas em MDF, tintas, lixa e fitas de cetim e bolou o seu próprio convite. Pensou que caixinhas podem ser reutilizadas e os convidados não jogariam fora como mais um papel qualquer pela casa, mas as utilizariam como porta-trecos.

Dentro da caixinha, vai um convite mais simples, feito em casa e impresso na sua própria impressora. Segue aqui um passo a passo, confira como fez:


Lixou as caixinhas para que todas estivessem lisas e com superfície nivelada:

 

 

A cor das tintas foi definida a partir da decoração do salão, a Rúbia estabeleceu a palheta de cores e mandou ver no marrom e amarelo. Pintou as caixinhas com um compressor de pintura em spray! Uma vez que pega o jeito, vai rápido.

 

 

Em um varal de arame, ela fez ganchos perfeitos para segurar as caixinhas enquanto secavam:

 

 

Depois de secas, ela colou os lacinhos em cetim às tampas:

 

 

Na parte final, ela fez um convite a partir de um modelo disponível na Internet, imprimiu em casa cada um, dobrou e colocou dentro das caixas.

 

 

Os números são os seguintes: 100 caixinhas que saíram por um valor final de R$4 cada. Este foi a quantia do convite mais barato que a Rúbia orçou das empresas com quem falou. Ah, e os créditos vão para os seus pais e noivinho, que também botaram a mão na massa!

 

 

*O debate completo, aqui!