Muito comum no passado, depois do "sim" os noivos guardavam tanto o vestido de noiva – como uma relíquia eternizada – como o traje usado pelo noivo, que às vezes ficava esperando por uma boa oportunidade para exibi-lo novamente. Mas sabemos que ambos os trajes, muitas vezes, ficam encostados por anos sem nenhuma utilidade, apenas simbolizando o dia mais perfeito de suas vidas. Essa felicidade incomparável, que transbordou no seu dia, pode ser compartilhada com casais que já encomendaram os convites de casamento e desejam também conseguir a vestimenta para terem um dia à altura dos seus sonhos.

Retribuir ao universo as oportunidades que recebem pode ser a chance a vida dá para que se possa agradecer quando coisas boas acontecem. Por mais que possam vender as roupas do dia C para cobrir alguns gastos extras que tiveram com toda a decoração da igreja do casamento e a recepção, se não houver um apego sentimental forte, priorizem beneficiar o próximo, e terão a certeza de ser o melhor destino para os trajes ao espalharem esse amor.

Aonde doar

Provavelmente o vestido de noiva sereia não vai ser usado em outra ocasião, mesmo se pensarem em reformá-lo para que possa transformar-se num modelo de vestido de festa. Mas, nem todas as noivas desejam retalhar uma peça com um valor sentimental tão forte, além da sua beleza, por isso uma boa alternativa é doá-lo intacto e dividir a alegria que ele proporcionou com outra noiva. Algumas instituições de caridade arrecadam todo o tipo de roupas, e podem ajudar a encaminhar tanto o vestido como o terno do noivo.

Acessórios também são bem-vindos

Assim como os trajes, todos os acessórios como a tiara ou presilha do penteado preso de casamento ou o véu, serão muito bem aproveitados. Lembre que ao doar irá surpreender outra noiva que necessita, e será melhor do que ter tudo por anos dentro de uma caixa no armário.

Alguns acessórios, por serem muito específicos para o dia C, são difíceis de serem reutilizados no dia a dia.  O lindo sapato branco de noiva com pedraria, por exemplo, pode não combinar com outras peças, e pode ter um destino mais útil e nobre do que ficar abandonado dentro de um baú. O noivo talvez reaproveite o terno em outros eventos, porém será gratificante oferecê-lo a um amigo que não tenha condições de comprar um modelo adequado para o seu dia.

Uma campanha criativa

Embora sejam feitos mutirões para organizar casamentos coletivos em que várias instituições se envolvem para ajudar muitos casais, uma boa ajuda nunca é dispensada. Se o objetivo é proporcionar os trajes a outros noivos, vocês poderão ir além e fazer uma campanha criativa para doar alguns itens usados também. Criem uma página e coloquem as fotos de todos os elementos que desejam ceder, coloquem as medidas, tamanhos com a especificação dos itens.

Basta pedir para cada pessoa escrever porque deveria ser a(o) escolhida(o) para receber a doação. A pessoa que mais os comover pode se beneficiar com esse sensacional presente, e se houver muitas, podem realizar um sorteio, para que seja o mais justo possível. E a única exigência pode ser que o próximo casal também doe os artigos que receberam.

Certamente com a nova vida de casados são muitas atribuições que ainda necessitam atenção, mas imaginem a imensa felicidade que podem promover a outro casal apaixonado! Assim como se emocionaram ao ganharem a viagem de lua de mel ou até mesmo a decoração do casamento, vocês conseguirão comover alguém que nem conhecem ao ofertar os trajes. Nesses tempos em que se presencia tantas desavenças, qualquer maneira para espalhar gentileza ao próximo é sempre gratificante. Por isso, além de músicas do casamento com letras que incentive o respeito e a afeição por todos, vocês podem ir além e espalhar mais generosidade. Como diz o slogan: “Mais amor por favor"!