Ambos eram jovens que acabavam de sair da adolescência quando se conheceram em sua cidade natal, Lorena, em São Paulo. Paola e Guilherme chegaram a ter dois encontros, como bem se lembra ela, "mas éramos muito novos e não nos demos muito bem", completa. Foram se distanciando até realmente não terem nenhum contato, mas a vida tinha outros planos para os dois. "Depois de quase 10 anos, a vida nos surpreendeu e nos pediu uma segunda chance", conta Paola. Foi  justamente em um Dia dos Namorados, em 2015, que os dois voltaram a se encontrar em uma festa. Estavam solteiros e, com mais maturidade, tudo foi bem. Naquele mesmo dia começaram a escrever a sua história a dois. 

Inseparáveis, e um pedido único

A partir desse encontro, os dois retomaram uma relação que não havia tido tempo para florescer no passado. "Fomos convivendo e nos apegando um ao outro até que nos tornamos inseparáveis", conta. E as coisas fluíram de forma tão natural que nem houve um pedido oficial de namoro, simplesmente aconteceu, e um ano depois do reencontro foram morar juntos. Passados seis meses firmaram a sua união estável. "Para nós, nossa família já estava formada"

O pedido de casamento veio depois, como uma surpresa para a noiva, exatamente como deve ser! "Não queríamos nada grande, apenas aproveitar a ocasião para juntar todo mundo", explica, e foi para atender aos pedidos de seus familiares que os dois iniciaram os preparativos para uma celebração em grande estilo. Alguns fornecedores já estavam contratados e, no meio da ansiedade que vem com a organização de uma festa de casamento, Guilherme surpreendeu Paola. "Foi quando cheguei do trabalho, do nosso jeito: apenas eu, ele e nosso gato Bidule, que estava com a aliança no colar", recorda-se.

Um lugar repleto de recordações 

O local escolhido para viverem o seu "sim" foi o Hotel & Golfe Clube dos 500, que foi o cenário tanto da cerimônia quanto da recepção. Apesar de não terem vivido momentos juntos neste lugar, cada um, individualmente, guardava memórias que davam significado ao espaço. "Para o Guilherme, é um lugar de lembranças de visitas de seu pai, que morava no Rio de Janeiro. Eles iam ao clube passear aos finais de semana. E, para mim, foi o primeiro lugar que frequentei ao me mudar para Lorena, em 2001".

Projetado pelo grande arquiteto Oscar Niemeyer, o clube tem paisagismo assinado por Burle Marx e arte de DiCavalcanti em um dos seus salões. "O lugar por si só é uma obra de arte e é rico em historia", descreve Paola. Bucólico, cercado por verde e com um encanto que evoca décadas passadas, o clube conta com um charme verdadeiramente único e, ao escolhê-lo, o que os noivos também desejavam era proporcionar uma experiência incrível aos seus convidados, especialmente para aqueles que estivessem hospedados ali. E conseguiram. 

Estilo dos noivos: vintage e atemporal

Os dois optaram por fazer o seu enlace no Salão das Bromélias que, segundo Paola, conta com diversos ambientes e guarda toda a arte e itens antigos do clube. "O estilo vintage – porém atemporal – do salão era exatamente o que estávamos procurando e, a partir disto, todas nossas outras escolhas foram guiadas pelo mesmo estilo". E se o lugar tinha essa atmosfera retrô, o estilo dos noivos combinou perfeitamente com ela.

Paola apostou em um vestido de corte império, com a cintura marcada e uma saia em camadas, que caíam formando uma bela cauda; todo trabalhado em renda e bordados delicados. O destaque, porém, fica com a parte de cima, com uma silhueta ablusada, onde o decote em V harmonizava com mangas borboletas. Um modelo leve e encantador, que transbordava o estilo vintage na noiva, algo que se estendeu a outros itens do look. O seu penteado semi-preso contou com ondas "a lo 50´s", finalizado com uma presilha, e a maquiagem suave arrematou a composição. O traje de Guilherme, em tonalidade azul escuro, acompanhou a elegância de sua amada, complementada por uma gravata bordô e um boutonnière em sintonia com o buquê.

Felicidade do início ao fim!

"Queríamos uma festa que nos representasse como casal e como indivíduos, não optamos por fazer nada 'por estar na moda', ou porque 'todos fazem assim'", diz. E realmente é possível perceber o toque único que quiseram dar, evidenciado nas imagens registradas pelo olhar sensível e lírico do fotógrafo Dande Porto, à frente do estúdio que tem o seu nome, Dande Porto Fotografia. As fotografias têm um tom romântico longe do clichê, um reflexo perfeito da essência dos noivos. Para o casal, foi esse cuidado em deixar tudo à sua maneira que fez a festa ser tão especial, tanto para eles quanto para os amigos e familiares presentes.  

E foi justamente um amigo dos dois, João Paulo, que se encarregou de fazer a cerimônia. Ele entrevistou os amigos e as famílias dos noivos em segredo, e criou um roteiro totalmente personalizado. Durante a recepção a única preocupação de Paola e Guilherme era "ficar perto e aproveitar com as pessoas queridas que estavam presentes", relembram. "Muitos falam que os noivos não aproveitam a festa, mas no nosso caso, aproveitamos até o fim, comemos, bebemos, amamos, nos emocionamos e curtimos demais o nosso dia!". E, desde Casamentos.com.br, desejamos que sejam muito felizes!