“Nossa história começou muito antes do que nós imaginávamos”, conta ela, e assim aconteceu. Rebeca e Gil não poderiam ter outro final feliz que não fosse o “sim, eu aceito”. A caminhada dos dois teve início antes mesmo de eles se conhecerem. Em uma coincidência do destino, o casal até já encontrou fotos em que apareciam juntos antes de saberem quem era o outro. E foi na formatura de um amigo em comum que se conheceram, ele foi a primeira pessoa que ela observou ao chegar à festa. Segundo Gil, Rebeca teria lhe dado dois foras nessa noite, mas foi ali que aconteceu o primeiro beijo!

Passaram, então, a conversar diariamente, e ele teve de ir trabalhar no Estado de Goiás, alguns quilômetros de Belo Horizonte, onde ela vivia. Depois de um mês ele voltou para ficar uma semana em BH, e combinaram de se rever. Rebeca se lembra até que era uma quinta-feira, e que o “primeiro encontro” oficial aconteceu em um bar no bairro da Pampulha e, a partir daí, não se desgrudaram.

Pedido a dois, celebração em família

Em 2013, depois de passarem o Natal separados, se encontraram para passar o Ano Novo juntos em Ibiá (MG), onde ela conheceu toda a família daquele que seria seu futuro marido. “Na virada do ano perguntei o que seria da gente em 2014 e ele acha que isso foi meu pedido de namoro”, explica ela. “Então começamos a namorar, superando a cada dia a saudade, amadurecendo, cultivando nosso amor para que todos os nossos sonhos se realizem”, completa.

O noivado aconteceu tempos depois, em uma viagem a Parauapebas (Pará), onde Gil estava trabalhando, quando ela foi visitá-lo. Os dois já haviam comprado as alianças, e a união era algo concreto, mas ela nem imaginava que ficaria noiva naquela semana. Rebeca aproveitou a viagem para levar as alianças e, para surpresa de ambos, a de Gil não serviu, mas ainda assim combinaram um jantar. Como a aliança não tinha servido, ela pensou que nada ocorreria, mas chegando ao restaurante viu uma mesa com flores, placa de reserva, vela e champanhe. "Ali eu tive certeza que ia rolar o pedido!", brinca. Pediram sua bebida favorita, conversaram e finalmente o pedido aconteceu. E no dia seguinda ganharam uma supresa da família: um vídeo feito especialmente para os noivos, e assim todos os parentes se fizeram presentes.

Celebração com a cara dos noivos

O casamento ocorreu no Sítio Paraíso da Mata, um lugar que os noivos acharam bonito e viram que era ideal para atender à tudo o que desejavam para o dia C: um local aberto que abrigasse pessoas queridas, que viriam de fora, e que seria palco de uma festa sem hora para acabar. Com um vestido em corte império e decote em V, com mangas rendadas, que somavam ainda mais delicadeza ao modelo, Rebeca entrou pelo corredor e ganhou os olhares encantados de seus convidados. O buquê de girassóis se destacava nas mãos da noiva, e estava em perfeita harmonia com o coque baixo escolhido para o penteado, e em igual sintonia com toda a decoração do ambiente. Gil seguia o estilo clássico de sua noiva, e vestiu um traje cinza, complementado com camisa branca e botonnière de flor, bem minimalista. 

Emoção à flor da pele

Para o casal todo o casamento foi especial. “Cada momento, cada pessoa que vimos, cada música, cada gole de cerveja!”, relembra ela, com carinho e bom humor. Mas, de toda a celebração, a cerimônia foi a sua parte favorita. “A cerimônia foi celebrada por duas amigas que estiveram presentes no nosso relacionamento desde o primeiro beijo, e elas não podiam ser pessoas mais adequadas para celebrar essa união”, revela Rebeca, emocionada. A avó de Gil também fez parte, e comoveu todos os presentes. "Como ela também foi Ministra da Eucarística sabia perfeitamente como abençoar nossa união com sábias palavras, cheias de amor", conta. Além das três celebrantes, Donatella, uma cadelinha de quase 10 anos, também participou, entrando com as alianças, "ela faz parte dos nossos dias desde o primeiro dia que nos conhecemos e hoje vive com a gente, trazendo sempre muitas risadas, agitação e carinho", lembra Rebeca.

Em cada imagem do enlace é possível perceber a sensibilidade do fotógrafo Pedro Lopes, do estúdio Um Girassol, responsável pelo registro. Todos os detalhes clicados de forma impecável transbordam emoção, especialmente as fotografias que captam a expressão nos olhares dos noivos. Um dia realmente inesquecível. E que sejam muito felizes!