Os amigos sempre trazem inúmeras alegrias, mas, no caso de Michelle, suas amigas lhe trouxeram algo mais: o amor. Foram elas que lhe apresentaram ao "Risada", apelido de Fernando. Os dois se conheceram durante uma viagem. "Fui convidada por uma delas para ir a um show do Maneva, em Florianópolis, onde ficaríamos apenas do sábado para o domingo na casa dele, e já voltaríamos para SP", relembra.

Já no aeroporto ela notou a receptividade do novo "amigo" que, solícito, fez um tour pela cidade com elas. "Nos levou para conhecer a Lagoa da Conceição, Praia da Joaquina e a praia mole, onde paramos para comprar alguns cristais de um artesão, onde pedi algo que desbloqueasse o meu chacra cardíaco, e como resposta o 'Risada' logo soltou: "Michelle, aqui é a ilha da magia, eu aposto que vai se apaixonar aqui!". Desde esse momento, algo ficou no ar, mas nada aconteceu. Ainda assim, uma coisa era certa: eles se davam muito bem e haviam tido uma conexão incrível no fim de semana.

Amizade colorida

A viagem chegou ao fim e, quando Michelle retornou para São Paulo, os dois ficaram um tempo sem contato, mas às vezes aconteciam brincadeirinhas pelas redes sociais, e viram que seus gostos eram muito parecidos. Até que ela deu um passo a mais: pelo chat privado do instagram passou o seu número de whatsapp. "Em menos de 5 segundos, ele me chamou!", diverte-se ela. A relação com Fernando se tornava mais estreita, ele foi se tornando um conselheiro. Os dois então passaram a se falar mais e, em uma das conversas, ele revelou planos de fazer uma Eurotrip em 2019. "Eu logo me convidei!", lembra ela, que se animou para conhecer o velho continente e ainda compartilhar a jornada com uma amizade colorida. "Falávamos de tudo, até que um dia nos questionamos porque não poderíamos ser algo mais, levando em consideração que um poderia se apaixonar pelo outro", conta. Mas nem tudo pode ser planejado. "Ele me ligou em um dia aleatório, questionando o que eu diria se tivesse uma passagem para Florianópolis dali a alguns dias. Fui, claro!".

"No aeroporto eu estava aguardando por ele, que já chegou fazendo uma surpresa, tapando meus olhos e me dando um beijo de tirar o fôlego. Resumindo, foi um final de semana incrível. Tudo bateu, foi perfeito, e antes de ir embora, sabíamos que estávamos super apaixonados". Deste momento em diante o casal passou a se ver a cada 15 dias, entre São Paulo e Florianópolis, até que a distância já não era mais sustentável. 

Bem natural

O casamento dos dois foi uma decisão conjunta, como descreve Michelle. "Por conta da distância conversávamos com frequência sobre morarmos juntos e o Fernando sabia sobre meu sonho de casar, o que despertou interesse da parte dele, algo que nunca havia sentido antes. O resto foi bem natural", conta. Desde os tempos da amizade os dois planejavam fazer uma viagem juntos, uma Eurotrip e, com o passar do tempo, cogitaram se casar durante essa viagem. "Por questões burocráticas mudamos os planos para um elopement wedding, para que o momento fosse muito nosso e íntimo. Casaríamos na ilha onde nos conhecemos, sem festa, e conectados com a natureza", conta. Mas os planos mudaram. Quando conheceram a cerimonialista Cris Raupp decidiram, em uma primeira reunião, que esse momento não seria tão especial se não fosse compartilhado com as famílias. E assim foi.

Ambos queriam um casamento na praia, pé na areia, em uma casa que comportasse toda a família. "Quando nos abrimos para outras possibilidades encontramos a casa Quinta da Beira, uma casa linda, estilo portuguesa, na beira da Lagoa. Não tivemos dúvida que aquele era o nosso lugar", diz ela. 

Como na Toscana

Michelle, que sempre buscou inspirações para o casamento, queria "simplicidade, conexão com a natureza" para o seu enlace. Como o noivo havia conhecido a Itália há alguns anos, uniram essas inspirações e pediram à florista um casamento que os levasse à Toscana. Os dois ficaram surpreendidos com os detalhes, pelo romantismo. Com tons pastéis e rodeados por verde, a decoração deu o tom do dia, e o look dos noivos estava de acordo com o ambiente: ela, com um belo vestido de silhueta sereia, complementado por uma delicada coroa de flores, e ele de blazer azul e bermuda clara. "Toda a nossa família estava na mesa, reunida para o jantar. Escolhemos pizza e foi um sucesso. E não poderia ter sido mais a nossa cara".
 
Para Michelle a cerimônia foi uma das partes mais emocionantes, mas seria impossível escolher apenas um momento. "Não temos palavras, tudo estava muito além do que imaginamos. O frio deu uma trégua, o sol apareceu tímido e a lagoa estava perfeita. Desde a hora da nossa entrada, a palavra de bênção e os ensinamentos que foram ministrados, o "sim" e nossa saída ao som de Bob Marley, não só surpreendeu a todos, como emocionou também", descreve.
 
As imagens impecáveis e sensíveis captadas pelo fotógrafo Dhiego Silveira, à frente do estúdio Dhiego Silveira Fotografia, refletem todo a emoção e a alegria dos noivos, que escreveram para Casamentos.com.br enquanto esperavam para embarcar para sua lua de mel! Que sejam muito felizes e sigam escrevendo essa história colorida, de amizade e muito amor!