Duda Carvalho Assessoria


A maioria das mulheres reclama que seus futuros maridos não fazem questão de ajudar nos preparativos de um dos dias mais importantes de suas vidas. Muitas delas, porém, não envolvem o parceiro no evento de corpo e alma.   Ou seja, não perguntam como ele gostaria que fosse a festa, a cerimônia, ou quais músicas o DJ não pode deixar de tocar, entre outros detalhes. Apenas lhes demandam tarefas para serem cumpridas, ou simplesmente reclamam que o amado não toma iniciativa em ajudar.

Se você é uma dessas, deve lembrar que o casamento é um acontecimento especial na vida de ambos, e deve ter a cara do casal, e não apenas de um de seus membros. Por isso, envolva o amado em todas as decisões sobre o evento. E não pense que será chato. Ao contrário, pode ser bem divertido. Vocês podem ir juntos provar os cardápios dos buffets que pensam em contratar, ou experimentar os drinks elaborados pelas empresas coqueteleiras antes dar a cartada final.

Nesses momentos, você estarão enraizando cada vez mais os laços de afeto, um pelo outro, criando mais cumplicidade. E lembre-se: após a cerimônia, a lua de mel, quando passarem a dividir o mesmo teto, terão muitos assuntos para resolver juntos. E o melhor é que as tarefas sejam divididas e solucionadas em conjunto desde o começo, não? Se seu futuro marido insiste em permanecer fora dos preparativos do casamento, converse com ele sobre isso. Certamente, mudará de ideia após ouvir seus argumentos.

Muita gente ainda tem preconceito em relação ao assunto, e diz que organizar o casamento é coisa de mulher. Mas quando se trata de ajudar a mulher que você ama, o esforço vale a pena, não? Aliás, esse é um argumento totalmente ultrapassado na sociedade de hoje em dia, em que muitas mulheres trabalham, enquanto os homens cuidam da casa.