Saltar para o conteúdo principal
Casamentos

Coronavírus: receberemos o dinheiro do casamento de volta?

Os casais que planejavam se casar em breve não podem deixar de se perguntar o que vai acontecer com tudo o que investiram no enlace. Para ajudá-los nesse momento difícil, respondemos às suas principais perguntas.

Luciana e Hérlon - Foto e Filme

Causas de força maior, como a atual crise devido ao Coronavírus (Covid-19), podem levar vocês a tomar decisões que realmente são tristes e complicadas, mas que se fazem necessárias, como adiar a subida ao altar por alguns meses. Mas o que acontece nesses casos com todo o dinheiro investido no dia C? Respondemos às suas principais preocupações.

Claudio Costa Fotografias

É possível recuperar o dinheiro que investimos no casamento?

Acima de tudo, o principal é tentar manter a calma e conversar com os fornecedores contratados para encontrar uma solução que seja igualmente benéfica para ambas as partes. No entanto, em situações tão graves quanto a que estamos enfrentando devido ao coronavírus, em que, em muitos casos, o casamento não pode ocorrer, recomendamos adiá-lo em vez de suspendê-lo. Desse modo vocês não precisarão recuperar o dinheiro investido nem haverá custos extras, pois apenas terão de encontrar uma nova data na qual vocês e todos os prestadores de serviços estejam disponíveis.

Dream Image - Foto e Filme

E se for impossível encontrar uma nova data e precisarmos suspendê-la?

Se, por várias razões, remarcar o casamento não estiver dentro das suas opções no momento, é muito importante que vocês negociem com os principais fornecedores, como o espaço do casamento, o buffet e o fotógrafo, por exemplo, para ver se é possível receber um reembolso total no caso de não ter havido despesas anteriores. E, se houver, como o teste do menu ou a sessão pré-casamento, quanto do dinheiro vocês poderiam receber de volta. De qualquer forma, é algo que devem falar diretamente com os profissionais que escolheram.

Qual é a situação em que muitos casais estão se encontrando?

Até agora a maioria dos casais e profissionais têm comunicado que esses incidentes estão sendo resolvidos sem grandes problemas. É justamente em momentos de emergência como este que surge, de forma mais forte, a solidariedade das pessoas. Portanto, recomendamos que vocês conversem com calma com os diferentes fornecedores. Certamente poderão encontrar uma solução que seja pertinente.

Alessandro Alves Fotografia

Encontrar uma nova data é um problema?

Na medida do possível, estão sendo feitos esforços para que os casamentos possam ocorrer este ano, o que ajudará os casais ou não a prolongar uma situação muito complicada como a que estão enfrentando hoje em dia e também a relaxar um pouco mais emocionalmente para o casamento. De fato, alguns dos enlaces planejados para os próximos dois ou três meses estão sendo adiados para o segundo semestre do ano.

Não haverá surpresas de última hora?

Em um momento excepcional como o atual, praticamente todos os fornedores estão respondendo de maneira positiva. O primeiro passo é priorizar especialmente os casamentos planejados para os próximos dois ou três meses. Nesses casos, alcançar acordos, estipular bem as condições de alteração de data e negociar que isso não implique nenhum custo extra é uma prioridade agora. O importante é esclarecer a situação e fazer as coisas bem e com tranquilidade. Não se apressem. Especialmente se a data do seu "sim, eu quero" for nos próximos meses.

Erick Ractz Fotografia

Estar calmos e resolver tudo o que estiver relacionado ao casamento e à parte econômica o mais rápido permitirá a vocês lidar melhor com este momento. Assim poderão enfrentar este novo cenário com resignação, e com certeza terão o seu entusiasmo renovado.

E se vocês têm qualquer dúvida, podem enviá-la à direção de e-mail  help@casamentos.com.br.