Eder Rodrigues Fotografia

 

Não vou entrar no mérito da eterna briga sogra-nora. Apesar de algumas noivinhas relatarem problemas com as suas, a verdade é que chega o momento de preparativos para o casamento e até a sua mãe pode ser a sogra chata, para o seu noivinho. As mães são tomadas de uma ansiedade e, aí, não dá para favorecer uma a outra, o lance é estabelecer limites para todos.

 

 

Lidar com a ansiedade da minha mãe foi duríssimo. Sabe aquela vontade de realizar um sonho em cima do casamento da filha? Por isso, noivinhas, a primeira coisa a se fazer é sentar com seu noivo e estabelecer que ambos terão que delimitar as opiniões dos respectivos pais. Você não se mete com a sogra, mas ele terá que estar ligado o suficiente para intervir quando necessário.

 

 

Depois, veja o que é de interesse neste universo e recrute sua ajuda, como um emprego mesmo. Com a sogra, vocês escolhem as flores e peças de decoração. Com a mãe, o vestido, docinhos e visitas a buffet. Se você pensa em botar a mão na massa, no esquema DIY, peça ajuda para finalizar as peças. Elas precisam se sentir importantes de alguma forma.

Quando pintar aquela alfinetada de alguma das partes, ignore completamente. E arrume mais uma função para ocupá-las. Mas nunca, mesmo se você é do tipo que leva sua mãe para todos os lados, nunca exclua uma ou outra deste momento. As mães de meninos sofrem por estarem à margem e, às vezes, só querem um dedinho de atenção. Inclua a sogra na sua vida (com limites, claro!) e você verá que terá uma aliada para todas as horas!

 

Thiago Lustosa