Raiana Carvalho Assessoria
Raiana Carvalho Assessoria

Talvez o termo seja novo, mas ao dar “uma volta” pela internet é bem provável que ele apareça: Geração Z. Trata-se da geração de pessoas nascidas entre 1997 e 2015 e, sim: eles já começam a se casar! Em um momento em que todo o mundo passa por mudanças (o que justifica que 30% dos casamentos tenham sido adiados para 2022), a realidade é que essa geração diz "sim" com grandes diferenças em relação à geração anterior, os millennials, especialmente no que diz respeito à tecnologia, mas as mudanças não ficam apenas por aí.

Casamentos.com.br realizou uma pesquisa completa com mais de 2100 respostas de casais brasileiros de várias idades (e também com casais da Espanha, Itália, França e México), e a realidade é que novas demandas têm surgido para esse público, que é mais jovem, mais romântico e também tem grandes preocupações ambientais. 

Amor e Praia
Amor e Praia

As peculiaridades do casal brasileiro

Para entender a nova geração, é preciso também entender a cultura de cada país, já ela também é um reflexo das mudanças nos hábitos. O Brasil, exemplo, é um dos países onde mais cedo se casa, com um total de 56% dos noivos abaixo de 26 anos, em comparação com a mé dia de 15% dos demais países europeus, como França, Itália e Espanha. No Brasil, 53% dos entrevistados tinham 26 anos ou menos, enquanto que 41% entre 27 e 40 anos ou mais. 

E, como é possível constatar pela pesquisa de Casamentos.com.br, esses jovens que que se casam hoje em dia também são mais conservadores: 11% deles dizem se casar por motivos religiosos, em comparação com 3% na Espanha, por exemplo. Ficam noivos cedo e não querem conviver antes do casamento (57% preferem esperar Vs. 4% dos franceses), e também dizem querer esperar para ter filhos apenas depois do casamento: 48% dos casais que já estão noivos desejam esperar pelo menos 2 anos antes de pensar em filhos, e algo que pode supreender: há um número maior de casais que   dizem não ter planos de ter filhos em comparação com os demais países. Já imaginavam essas respostas? Há muito mais para saber sobre a Geração Z e como estão montando o dia em que dizem "sim, eu aceito".   

Amora Photo e Film
Amora Photo e Film

Como os casais da Geração Z se conhecem?

Millennials e zoomers conhecem seus companheiros em lugares semelhantes, mas principalmente para os Z, a melhor forma de conhecer gente nova é através dos amigos. Isso se deve ao fato de que sua vida social é mais ativa que a dos millennials. Mesmo em tempos pré-pandemia, surpreende o fato de que ficar com pessoas na balada fica cada vez mais fora de moda, já que entre millennials representa um 14,5% das formas de conhecer pessoas, mas apenas 9,4% entre os Z. 

Se focarmos nos casais que se conhecem pela Internet, para os millennials o principal meio eram os aplicativos de namoro (com o Tinder ganhando em disparada de outros apps) e, embora para os Z eles também sejam um meio muito importante, o Instagram abre caminhos de forma muito mais ampla do que para seus sucessores. 13% dos Z afirmam ter se conhecido no Instagram, enquanto para os mais velhos, a rede social representou apenas 3,8%.   

Nat Eifler Decor
Nat Eifler Decor

Casamento sustentável (e não é da boca para fora!)

A sustentabilidade já era um tema que ganhava espaço para os millennials, mas a geração Z o tem como algo fundamental na hora de pensar no seu enlace . 44,8%  dos millennials disse ser importante ou muito importante levar em consideração os aspectos sustentáveis do casamento, enquanto que para a geração Z este número sobe para 52,9%.

A mentalidade ecológica deixa de ser apenas um desejo distante e passa a ser um valor aplicado no dia a dia dos zoomers, e isso está presente em casamentos mais "verdes", que têm em conta produtos locais, o não-desperdício e cenários bucólicos, que tornam a natureza parte do décor sem prejudicá-la.

Nat Eifler Decor
Nat Eifler Decor

Uma geração que diz "sim" às novas tecnologias 

Nativos digitais por definição, os zoomers começam a mostrar diferenças visíveis no uso da tecnologia entre gerações. Enquanto os millennials responderam considerar o momento do "sim" algo mais íntimo (13%), apenas 9% dos zoomers dá atenção a essa privacidade. Os mais jovens estão mais dispostos a compartilhar tudo de seus casamentos nas redes sociais e, em tempos de pandemia esse recurso é ainda mais otimizado, com plataformas de streaming e lives para convidados que não podem estar presentes.

De fato, 9 em cada 10 entrevistados planejam compartilhar parte deste grande dia em suas redes sociais, por isso a escolha do fotógrafo está entre as decisões mais importantes.

Jaíne Néris Fotografia
Jaíne Néris Fotografia

Modernos, sim. Românticos... também!  

Mais românticos que a geração anterior, 91% dos entrevistados de até 26 anos acreditam em amor para a vida toda, enquanto para os millennials essa afirmação não é algo definitivo. Inclusive, entre a geração mais nova, 59% dos entrevistados conheceram sua cara metade antes dos 19 anos, enquanto para os millennials esse dado representa apenas 15%.   

RS Creative Images
RS Creative Images

Prioridades Geração Z Vs Prioridades Millennial

Número de convidados

A geração Z prefere casamentos menores em relação aos millennials, que contam com listas de convidados de mais de 125 pessoas em média. Por isso, a experiência para os convidados desponta como prioridade.

Música e decoração

Esses dois itens são prioridade absoluta para os zoomers, enquanto que para os millennials o mais importante é a comida e a bebida.

Pet no dia C

Outra diferença curiosa está na participação dos pets no grande dia. Quase 30% dos zoomers faz questão de que seus bichinhos de estimação estejam presentes – e façam parte! – na cerimônia, seja carregando as alianças ou participando do ensaio fotográfico. Esse número cai para 19% entre os millennials. 

John Brandão Fotografia
John Brandão Fotografia

Cada geraçã tem suas peculiaridades, e todas elas sempre estarão presentes nos casamentos. Embora não seja simples estipular as diferenças de maneira tão marcada entre os zoomers e os millennials – já que estamos falando de faixas etárias abrangentes de gerações vizinhas – com essa pesquisa de Casamentos.com.br é possível entender melhor (e até se divertir!) com os pontos apontados. Algumas tendências já estão começando a aparecer nos enlaces mais recentes, e quem sabe vocês já têm alguma em mente para acrescentar no dia C?