Rodrigues
Noiva Principiante Janeiro 2019 Pernambuco

Acabou

Rodrigues, dia 4 de Novembro de 2017 às 18:06 Publicado em Fórum Antes do casamento 0 22
Guardado Guardar
Responder
Infelizmente acabou não vai mais ter casamento. Como falei segundo casamento não é fácil, atropelei tudo. Fomos morar logo juntos e o que deu... com a minha depressão e o jeito difícil dele acabou.😭 Eu tenho filhos ( 3 um menino e duas meninas gêmeas) . Ele tem uma. Recebi ela super bem queria ter uma única família grande. Mas ele sempre separa. Amanhã ele não vai estar em casa e disse q ela não vai vir. PRA MÃE DELA NÃO FICAR COM RAIVA. Só q eu não separei ninguém quando o conheci eles já estavam separados. Outra vez ele foi trabalhar no fim de semana e não pegou ela Ela foi pra casa de um tio pq eu não sou nada pra eles... estou muito triste, e ele tá nem aí eu disse q não queria mais viver assim e pra ele é puro exagero meu e ele vai embora... VCS acham q é exagero meu?

22 Respostas

  • Rodrigues
    Noiva Principiante Janeiro 2019 Pernambuco
    Rodrigues ·
    • Denunciar
    Ver mensagem citada
    Tbm acho q exagerei é prematuro pra querer tomar decisões... na vdd td foi um excedente de várias coisas q estavam acontecendo naquele dia e meu estouro foi dizer q eu não era nada. Vc falou certo exagero e como minha psiquiatra diz impulsividade demais. Acho q nem eu ia querer q minha filha ficasse com uma doida. Mas não sou não vou gente. Depressão não é loucura é pq as vezes vc se sente inútil um cocô aí sobra pra quem a gente pensa q tá pronto. Mas dessa vez me sei mal não por ter falado pra filha dele ficar pq ele sabe q cuido bem dela mas por ter mandado ele embora por achar q ele não me considerava o q não é vdd. Estamos conversando e quem sabe a gente volte.
    • Responder
  • Rodrigues
    Noiva Principiante Janeiro 2019 Pernambuco
    Rodrigues ·
    • Denunciar
    Ver mensagem citada
    Vdd. Depende da idade, é de muitos fatores. No meu 1° casamento meu ex tinha um filho e ele nunca se deu bem comigo e eu tbm não fazia questão. No início quando apenas namoravamos era normal eu não era nada dele e ele nas meu. Quando tive q casar pq engravidei e ele viu as irmãs rolou o ciúme o ele tinha 4 anos. Mas foram crescendo e se amam e eu detesto isso. É uma situação completamente diferente pq a mãe dele ,q foi só um namorico do meu ex ela tinha 15 e ele 17 quando o filho veio, sempre me atentava. Ela tinha raiva pq eu tava com ele ela fez tanto inferno q eu criei uma antipatia com o menino. Então era eu na minha e ele na dele. Ela fez tanto q ela foi a primeira traição do meu 1° casamento. Perdoei tentamos 4 anos foi daí q fiquei com depressão e pra completar ele me traiu de novo e me ferrei total. Não queria mais ninguém passei um tempão meu divórcio foi traumático mas conheci meu ex futuro noivo nem sei mais e é bem diferente. Então mais uma vez cada caso é um caso. Relações humanas são só pra Deus... pq só ele pra entender esse povo q complica tanto a vida.
    • Responder
  • Rodrigues
    Noiva Principiante Janeiro 2019 Pernambuco
    Rodrigues ·
    • Denunciar
    Ver mensagem citada
    Eu em momento algum quis nem iria querer ser uma segunda mãe. Ela me chama de tia por conta própria. Meus filhos vão pra casa do pai q foi meu 1° casamento e eu não aceito elas estarem lá pq nesse caso a mulher q convive com meus filhos foi uma das responsáveis pela minha separação... falava q eu era mãe desnaturada q eu era uma rapariga desculpa a expressão, mesmo assim eu tenho q respeitar não é o q a mídia diz mas o q a lei ordena , q de 15 em 15 dias eles fiquem com o pai independente de com quem ou até sem ninguém... ele trabalha no sábado e meus filhos ficam só, mas comigo ele não deixa é o dia dele e ponto. Por este motivo eu achei q do meu lado seria da mesma forma lembrando q quando o conheçi, eles já estavam separados há muito tempo. Então ele não tem q dar satisfação de vai estar ou não em casa. Ali é o novo lar q a criança vai estar com os meus filhos, tanto q fizemos questão de conciliar os dias q os meus filhos estariam em casa pra ela não ficar só. Pq na vdd ela fica mais com meus filhos q com o pai. Enfim cada um tem uma perspectiva. Eu fui criada por outro pai e sou super agradecida por isso. Tenho um irmão e não há diferença é td família. E vejo muitos casos assim que tds são felizes, se respeitam e aprendem a se amar. E eu sou algo dela sim não mãe mas estranha ou qualquer pessoa isso eu não serei pq na minha casa ela está tbm sob minha responsabilidade. E td é feito de forma natural. Além de mulher idealizadora de uma família sou pedagoga e acredito q é importante a criança q vai pra outra casa se sentir acolhida por tds. Pq se não fosse assim ele pegava ela e ia passear só ia pra rua deixava lá e voltava . Mas não mãe dela nunca serei mas tia amiga madrasta seja lá qual for o nome. Dizer q eu não sou nada e q ela não é nada pra mim isso eu não aceito mas respeito sua opinião, existem casos e casos. Ainda tenho esperança e isso foi apenas um momento de reajustes pq td é novo. Só pra terminar ela chegou pra minha filha e disse q a amava. Ninguém mandou ela é espontânea demais e não tem como não amar alguém assim.
    • Responder
  • Katia
    Super Noiva Julho 2018 Zachodniopomorskie
    Katia ·
    • Denunciar
    Ver mensagem citada
    A midia muitas vezes ao inves de ajudar atrapalha. Com ctz, menos regra= mais facil.
    • Responder
  • N
    Noiva Master Outubro 2020 Minas Gerais
    Nathália ·
    • Denunciar
    Ver mensagem citada

    Katia, as pessoas que tem "novas familias" as vezes se deparam com a propaganda da midia (principalmente das novelas) que TEM que aceitar, que TEM que ser segunda mãe/pai e não é por ai que a banda toca! É uma realidade diferente e cada uma é uma. Eu parei de sofrer quando aceitei que teria que conviver com as respectivas do meu pai e ok. Minha mãe não quis casar de novo e ta bem assim!


    Quanto menos regra, mais facil!

    • Responder
  • Katia
    Super Noiva Julho 2018 Zachodniopomorskie
    Katia ·
    • Denunciar
    Ver mensagem citada

    Gostei do seu comentario, nao havia pensado assim, mas parando para pensar com a razao faz todo sentido. Acho que tem casos que a familia vira uma so, que os filhos consideram um e outro pai e mae tambem, mas nao pode colocar isso como regra. As expectativas (de qualquer coisa) que nos fazem mal.

    • Responder
  • N
    Noiva Master Outubro 2020 Minas Gerais
    Nathália ·
    • Denunciar

    "Outra vez ele foi trabalhar no fim de semana e não pegou ela Ela foi pra casa de um tio pq eu não sou nada pra eles..." Essa parte ficou meio confusa mas, se eu entendi bem ele não a pegou pq foi trabalhar. Sinceramente? Eu sou filha de pais separados e não teria porque ir pra casa do meu pai se ele não estivesse la. Eu o visitaria e apenas ele. Pode doer, mas não, você não é nada dela, apenas alguém que ela conhece, gosta e respeita. Eu jamais considerei a ex e a atual do meu pai nada minhas. Sempre as respeitei e tenho muito carinho por elas, mas uma é apenas mãe da minha irmã e a outra é apenas a esposa do meu pai. Nada mais.


    Eu acho que você sofre justamente porque criou uma expectativa: "queria ter uma única família grande". Linda isso não existe. Ele tem a filha dele e você as suas. Ela é a família apenas DELE. E os seus filhos são a SUA mas não são dele!


    Eu acho que a partir do momento que você conseguir separar as coisas vocês vão viver em paz. Assuma o a sua posição e seja feliz com ela. Claro que vai dar trabalho conciliar. Mas conselho de quem passa por isso: a coisa fica mais fácil pra todo mundo.


    Não desista!

    • Responder
  • Ilana
    Super Noiva Agosto 2018 Distrito Federal
    Ilana ·
    • Denunciar
    Rodrigues,
    1) Primeiramente, deixo aqui um abraço mega apertado com muito carinho!
    2) Cuide de você. Procure tratamento, não deixe para depois. É muito importante que você se fortaleça. Não é um processo linear ou simples, mas é necessário.
    3) Eu vou ser muito sincera : escute o que seu consciente te diz. Se você achou estranho, se você está desconfiada, chateada, confie no seu sentimento. O fato de você estar deprimida não altera a sua capacidade de querer se preservar de algo. Não questione a sua capacidade de analisar o que ocorre ao seu redor. É muito comum a pessoa começar a duvidar de si mesma nessas situações. O que você relatou é preocupante sim.
    4) Não permita que alguém entre na sua vida e não dê todo o amor que VOCÊ e seus FILHOS merecem. Isso só vai te fazer mal. Homem pode vir e ir, filho é para a vida inteira.
    5) Uma coisa é se esforçar para o relacionamento dar certo. Outra coisa é se esforçar para ser tratada com respeito.A falta de empatia pelo o que você está passando, a falta de sensibilidade e tratamento igualitário entre as crianças é uma forma de demonstrar falta de respeito. Na minha opinião, isso dificilmente se reverte.
    6) Não vai ser o fato de ter um companheiro que vai fazer você se sentir melhor. Você tem amigos e família. Eles te apoiarão nesse momento difícil. Se o cara não está tendo a sensibilidade necessária e não está te fazendo feliz, deixe ele ir embora SIM. Ele não está com a disponibilidade emocional que você precisa agora. Pode ser bom ter um abraço no final do dia, mas não aceite migalhas. Você merece mais.
    7) Se ame acima de tudo! Se respeite, se cuide, se mime, se fortaleça. Não sinta culpa. Você precisa estar bem para poder oferecer o melhor aos outros.
    Peço desculpas pelo texto longo. Já vi pessoas queridas se submetendo a relacionamentos que não eram o que elas queriam porque estava fragilizadas. Não faça isso. Não vale a pena.
    Beijos e muita força!!
    • Responder
  • K
    Noiva Constante Maio 2018 São Paulo
    Karina ·
    • Denunciar
    Ver mensagem citada
    Se vc acredita nessa união e acha que ele tbém acredita, vá a luta! Rasgue seu coração, não tenha medo de procurar um tratamento, uma psicóloga, um psiquiatra se for necessário tbém, não se deixe esmorecer é a sua vida! A depressão nos fragiliza física e emocionalmente, eu tive e foi muito difícil, mas tomei a decisão que faria o que estivesse ao meu alcance procurei psicóloga, passei em psiquiatra, tomei remédio (por prescrição médica), chorei muito, fiquei muitas vezes de cama, rezei muito e sempre que possível falava para o meu noivo a doença está me tornando uma outra pessoa, vc pode pensar ser frescura ou chantagem emocional, mas eu peço que busque saber, busque pesquisar... Ele se esforçava muito e na medida do possível, era difícil para ele tbém, se sentir meio que de mãos atadas. Passamos por muitos perrengues e, infelizmente, a falta de tantos de algumas pessoas e a intromissão dessas fez com que nós brigassêmos diversas vezes e até nos separarssêmos, mas lembre-se da I carta aos Corintios 13: "... O amor tudo espera, tudo suporta... Não guarda rancor, tudo crê..." Entregue nas mãos de Deus e se ele quiser e abençoar essa família que pode vir a se formar ninguém se o porá.Sobre os seus filhos e os filhos dele. De fato vc não é mãe da filha dele e nem ele dos seus, vc pode agir como uma espécie de madrinha que dá conselho tbém, zela, ama, cuida, brinca... Mas mãe ela já tem uma e talvez isso possa trazer uma certa indigestão para a mãe da filha dele como vc quisesse roubar a filha dela... O motivo por ela ainda manter o sobrenome é pq ainda guarde esperanças de reatar com ele, por ainda não ter digerido essa situação. O que vc deve fazer Rodrigues é trabalhar com o que vc tem (por mais duro que seja) não com o que vc idealiza. A idealização gera frustração. Mas a doença pode contribuir para isso, o excesso de idealizações, mas vc pode pedir e, deve, pedir ajuda procurando uma psicóloga, procurando seu noivo, um amigo (a), pai, mãe... E, principalmente, Deus. Rasgue seu coração à Ele, fale das suas angústias, idealizações, esperanças, medos, frustrações e peça à Ele um caminho a seguir, um discernimento, um amadurecimento, se este é o homem que ele quer, se essa é a família que ele quer. Nós pensamos o que é bom para nós, mas Deus pensa no que é excelente. Se for da vontade de Deus ninguém vai te tirar, ninguém vai te roubar e todas essas coisas pelas quais vocês vêm passando só os fortalecerá. Mas faça, e incentive ele a fazer, a parte de vocês. Que Deus abençoe, independente de qualquer coisa! Paz e bem Smiley shame
    • Responder
  • M
    Noiva VIP Setembro 2019 Amazonas
    Marcii ·
    • Denunciar
    Ver mensagem citada
    Isso é verdade! Mas, linda, vc não precisa disso, no final não precisa..
    Arruma a tua vida, se arruma, presta mais atenção em vc mesmo, nos teus filhos, edifica a tua vida, não deixa q esse tipo de sentimento derrote você. Seja feliz.E depois vc vai ver só.. Como isso tudo so te deixou mais forte. 💖
    • Responder
  • M
    Noiva VIP Setembro 2019 Amazonas
    Marcii ·
    • Denunciar
    Acho que se você chegou a essa conclusão é pq tem motivos.E sim, ACHO Q VC ESTÁ TOTALMENTE CERTA! PENSA NOS TEUS FILHOS PELO AMOR DE DEUS!!!
    as vezes as mulheres percebe q algo está errado mas ignoram por causa do homem amado, ISSO É UM ERRO! olha os jornais e veja as coisas terríveis q acontecem no final dessa decisão.
    Pensa em primeiro lugar nos teus filhos, segundo em você, lá na frente Deus vai te dar um homem de verdade, que te entenda e te complete e q venha pra somar na tua vida, não pra dividir!

    Sei q muitas noivas tão dizendo pra vc conversar .. Não sei o q vc vai fazer, mas acho q quando é a pessoa certa ele tem q vim pra resolver, não pra trazer mais problemas ainda.

    Beijos, e que Deus te abençoe muito!!!
    • Responder
  • Jade
    Noiva VIP Setembro 2018 São Paulo
    Jade ·
    • Denunciar
    Noivinha tente conversar com ele porém o fato dos filhos é estranho né ele devia unir a família e n dividir talvez vc pensou nisso.
    • Responder
  • Priscila
    Noiva Ativa Outubro 2019 São Paulo
    Priscila ·
    • Denunciar
    Oi noivinha melhor conselho q posso te da pense bem se é isso mesmo q vc quer, pense mais em vc, nunca se coloque pra baixo não, seus filhos tem q vim em primeiro antes de vc achar um cônjuge para toda vida , mas antes disso primeiro vc depois seus filhos, se ele nao aceita seus filhos é sinal q nao te aceitou verdadeiramente- Ore á Deus pede confirmação se é isso mesmo q vc quer pra sua vida ta bom um bju.
    • Responder
  • Pryscilla
    Noiva Master Setembro 2017 São Paulo
    Pryscilla ·
    • Denunciar
    Oi querida, li seu debate e os comentários que você fez aqui tb. O que mais chamou a minha atenção foi o seu comentário que dizia que ele não trata seus filhos como filhos, eu acho que isso é bem preocupante pq demonstra como seria a relação de vocês no futuro. Você também falou da sua depressão e do jeito difícil dele, um conselho de amiga que eu te dou: cuide da sua saúde, da sua auto estima e esteja bem pra você! Quanto ao relacionamento de vcs, você está certa de pensar 2 vezes antes de casar, casamento dá muito trabalho e demanda dedicação de ambas as partes e se você não está satisfeita é pq merece mais do que está recebendo.
    • Responder
  • C
    Noiva Esperta Outubro 2018 São Paulo
    Cristina ·
    • Denunciar
    Eu não acho que seja exagero seu, pq afinal vc queria se aproximar da filha dele, tê-la mais próxima na sua nova família. Eu acho que ele que está confundindo as coisas, quando se tem um segundo casamento os filhos tbm fazem parte do pacote, então ele e a família dele que tinham que entender que ela passaria a ser como uma filha pra vc tbm (mesmo que morando em outra casa), e a mesma coisa dele com seus filhos, se ele não os acolhe como filhos tbm e ficar fazendo essa diferença só resultaria mesmo numa separação. Um casamento é sinônimo de união, nesse caso entre o casal e os filhos tbm.
    • Responder
  • Inayana
    Noiva Ativa Janeiro 2018 Pernambuco
    Inayana ·
    • Denunciar
    Realmente essa é uma situação delicada, mas acho que a melhor saída é o diálogo.
    • Responder

Responda a este debate

×

Artigos relacionados