Grupo Musical Claussen

A ideia de casar-se numa praia ou em uma chácara é um conceito que cada vez mais encanta os casais. Nesses cenários é possível criar uma decoração de casamento original e belíssima, com elementos naturais, e muitos idealizam o momento em que irão receber suas bênçãos onde sempre sonharam. Mas, muitas vezes, após acharem o local dos sonhos com aquela vista incrível, e até depois de providenciarem o buffet, descobrem que, mesmo que o espaço possua uma capela, um padre não pode realizar o Rito do Matrimônio da Igreja Católica ali.

Para não serem pegos desprevenidos e terem que mudar de planos de últimas hora, é necessário conhecer as regras da Igreja, conversar com o pároco para saber o que podem ou não fazer e ter um plano B, levando em conta o que realmente tem mais importância. Assim como há casais que fazem questão de ter a sua união oficializada pela Igreja, ao som de belas músicas católicas de casamento, outros preferem trocar as alianças ao ar livre, com outros rituais. O protocolo religioso tem suas regras específicas, e que devem ser seguidas pelos noivos que decidem se casar de acordo com cada religião, por isso explicaremos como funcionam as cerimônias católicas fora das igrejas. 

Vero e Bruno

Regras da Igreja

Por regra, a Igreja Católica dita que é expressamente proibido a realização do Sacramento do Matrimônio fora do ambiente eclesial. Essa restrição está baseada nos preceitos de que os sacramentos sejam realizados nos templos, com a intenção de fortalecer o espírito e a alma da religião. Talvez o padre, que costuma orientá-los, gostaria de abençoar sua união seja aonde for, porém não terá permissão para fazê-lo. Assim, por mais que o cenário seja tão imprescindível quanto o bolo decorado de casamento, vocês devem decidir se podem abrir mão do rito religioso oficial ou não. 

Phillipe Carvalho Photography

Achando o meio termo

Para casais que não dispensam uma cerimônia autêntica, mas desejam ter uma cerimônia "pé na areia", com direito a uma decoração da festa do casamento conchas do mar e palmeiras ao fundo, podem achar um outro caminho. A Igreja permite que realizem a cerimônia em qualquer em qualquer paróquia católica, ainda que esteja longe daquela que frenquentam normalmente, ou até em outra cidade. Portanto, podem escolher uma igreja próxima ao espaço que escolheram e depois da cerimônia, comemorar no local. Uma maneira perfeita se não querem ficar sem as bênçãos sagradas.

Sem os ritos do Sacramento de Matrimônio

Talvez possam encontrar um padre que concorde em abençoá-los, porém de forma não oficial, ou seja, além de não receberem o Registro do Matrimônio emitido pela Igreja, a cerimônia será simbólica e não sacramentada. Embora possam até incluir  músicas católicas para casamento durante as bênçãos, a cerimônia terá um caráter apenas simbólico. 

Não é muito comum, uma vez que se trata de um preceito fundamental da Igreja Católica, mas pode acontecer de um padre que os conheça há muito tempo, que pode até ter batizado o casal, aceite consagrar a troca das alianças (mas lembrem-se de que isso não é o Sacramento do Matrimônio, trata-se de um bênção).

Marcar a data é uma satisfação inesquecível, é quando os sonhos do começo do namoro tornam-se uma realidade que ambos desejavam há muito tempo. Mas, por mais que não vejam a hora de encomendar os convites do casamento, devem lembrar que casar envolve questões burocráticas, práticas e religiosas. Embora tenham vontade de oficializar o relacionamento num determinado ambiente diferenciado ou em outra cidade, é fundamental estarem atentos a todos os detalhes que fazem parte desse processo, especialmente a parte legal e os protolocos religiosos.